Preconceito e variação linguística no contexto escolar: o desafio dos alunos da E.E.E.F.M Mário Barbosa, residentes das Ilhas e do bairro da Terra Firme, Belém/PA

  • Rodrigo Souza Soares
  • Vera Pimentel
Palavras-chave: Variação Linguística. Preconceito Linguístico. Ensino-aprendizagem.

Resumo

A pesquisa apresenta dados sobre o preconceito e a variação linguística na Escola Estadual
de Ensino Fundamental e Médio Mario Barbosa, com alunos do Projeto Mundiar do 6º ao 9º
ano. O público alvo são estudantes que residem nas ilhas no entorno de Belém e no bairro da
Terra Firme. A partir de um estágio realizado na escola, observou-se o preconceito sobre a
fala dos alunos ribeirinhos e da periferia, além da variedade dialetal na comunidade escolar
que possibilitou norte para a pesquisa. Os instrumentos foram coletas de dados e o uso de
questionário, pesquisa bibliográfica e observação participante, cujo resultado contribuiu
para esclarecer a existência do preconceito linguístico e a interferência no ensino-aprendizagem,
por meio do conhecimento sobre a fala de cada grupo e as variedades linguísticas
existentes na escola de forma positiva.

Referências

Variação Linguística. Preconceito Linguístico. Ensino-aprendizagem.
Publicado
2023-04-12
Visualizações
  • Artigo 82
  • PDF 69