Diversidade na lírica moderna: Luís Gama e Conceição Evaristo

  • Sara Layana Silva Maciel
  • Maria Aparecida Cruz de Oliveira

Resumo

Esta comunicação pretende apresentar de forma preliminar uma leitura analítica dos livros Primeiras trovas burlescas de Getulino (1859) e Poemas da recordação e outros movimentos (2008), de Conceição Evaristo. A ideia é apresentar Luiz Gama, enquanto precursor da poesia de autoria negra (século XIX) e Conceição Evaristo como poetisa contemporânea. Para explicitar as multiplicidades que se constitui a lírica desses autores, iremos verificar de que maneira as temáticas presente nos poemas apresentam uma diversidade lírica. A hipótese é que a diversidade lírica desses poemas é constituída pela representação diversa de populares: mulheres negras, negros, pobres, além de temas relacionados à ausência de negros nos espaços sociais relevantes como a ciência e as artes em geral.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2022-12-01
Visualizações
  • Artigo 8
  • PDF 10
Como Citar
Maciel, S., & Oliveira, M. (2022). Diversidade na lírica moderna: Luís Gama e Conceição Evaristo. Seminário De Projetos De Ensino (ISSN: 2674-8134), 6(1). Recuperado de https://periodicos.unifesspa.edu.br/index.php/spe/article/view/2000