RELAÇÃO DOS (AS) PROFESSORES (AS) DE ESCOLAS DO CAMPO COM OS INSETOS

  • Railan Solidade Oliveira
  • Ananza Mara Rabello

Resumo

Os insetos possuem grande potencial como tema e/ou recursos pedagógicos, por despertarem o
interesse e fascínio dos (as) estudantes. Por isso, este estudo se propôs a avaliar a relação dos (as) professores
(as) das escolas do campo do Ensino Fundamental II com os insetos através da aplicação de questionários.
Observamos que a maioria dos (as) professores (as) tiveram experiência considerada “neutra” com os insetos
e os tipos de insetos citados nessas experiências foram abelha, marimbondo, barata, gafanhoto, formiga,
vespa e borboleta. Percebemos também que a experiência positiva e neutra com insetos se refletem na
possibilidade de uso desses insetos em sala de aula. Apesar dos resultados preliminares, conseguimos
compreender como é a relação dos (as) professores (as) com os insetos e, a partir disso, ter a expectativa de
que eles podem ser usados durante as aulas desses (as) professores (as) de forma não estereotipada
negativamente e nem apenas de forma lúdica.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2024-02-05
Visualizações
  • Artigo 9
  • PDF 12
Como Citar
Oliveira, R., & Rabello, A. (2024). RELAÇÃO DOS (AS) PROFESSORES (AS) DE ESCOLAS DO CAMPO COM OS INSETOS. Seminário De Projetos De Ensino (ISSN: 2674-8134), 7(1). Recuperado de https://periodicos.unifesspa.edu.br/index.php/spe/article/view/2745