A experiência dos Círculos de Leitura em uma escola pública em contexto Amazônico: Desafios e possibilidades

  • Franklin Yago de Souza Hipolito UNIFESSPA
  • Eliane Pereira Machado Soares UNIFESSPA
Palavras-chave: Círculos de Leitura; Formação de leitores; Professores; Alunos.

Resumo

Neste artigo, buscamos relatar a experiência da aplicação de um projeto de Círculos de Leitura, realizado em uma escola pública de ensino fundamental do/no município de Marabá, Sudeste do estado do Pará. O referido projeto teve por objetivo demonstrar, na prática, que é possível realizar uma abordagem eficaz da leitura literária, a qual seja capaz de despertar a atenção e o interesse dos educandos, distanciando-se, assim, da realidade que vem sendo apontada por diversos estudiosos acerca da ineficácia da abordagem do texto literário nas salas de aula da educação básica do país. Nossas discussões ancoram-se nos pressupostos teóricos de Abreu (2001, 2004), Antunes (2009), Cosson (2010, 2011,2021), Freire (1987, 2000, 2018), Kleiman (2005), Lajolo e Zilberman (2019), Rojo (2004), Soares (2004, 2009), dentre outros, além da Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Os resultados indicaram que, quando o (a) professor (a) consegue trabalhar metodologias de abordagem da leitura literária diferente das que tradicionalmente são utilizadas, em sala de aula, os educandos demonstram  maior interesse e se mostram mais participativos.

Biografia do Autor

Eliane Pereira Machado Soares, UNIFESSPA

Doutora em Linguística pela Universidade Federal do Ceará (UFC). Professora associada IV da Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (UNIFESSPA).

Referências

ABREU, Márcia A. Circulação de livros no Brasil nos séculos XVIII e XIX. In:
Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação. 1998.

ANTUNES, Irandé. Língua, texto e ensino: outra escola possível. Parábola, 2009.

BARBOSA, Begma Tavares. Letramento literário: sobre a formação escolar do leitor jovem. Educ. foco, Juiz de Fora, v. 16, n. 1, p. 145-167 mar. / ago. 2011.

BRASIL, Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Disponível em: ite.pdf> acesso em: 24/09/2022.

BRITO, A.; SOUSA, D. Letramento e os gêneros textuais: Práticas de leitura e escrita na escola. in: Divulgando conhecimentos de linguagem: pesquisas em língua e literatura no Ensino Fundamental. Org. BRITO, A. et al. Rio Branco: Nepan, 2017.

DOS REIS SILVA, Adriana; PAULINELLI, Maysa de Pádua Teixeira. Leitura, Literatura Infantil e Formação do Leitor: Reflexões Teóricas e Práticas Para a Sala de Aula. Anais do XII Jogo do Livro e II Seminário Latino-Americano: Palavras em Deriva, Belo Horizonte, 2018.

CASTRILLÓN, Silvia. O direito de ler e de escrever. Trad. Marcos Bagno. São Paulo:
Pulo do Gato, 2011.

COELHO, Jacinto do Prado. Ao contrário de Penélope. Venda Nova: Bertrand, 1976.

COSSON, Rildo. Literatura: modos de ler na escola. O cotidiano das letras. Anais da XI Semana de Letras. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2011.

COSSON, Rildo. Círculos de leitura e letramento literário. São Paulo: Contexto, 2021.

FADANELLI, Sabrina Bonqueves; DALL’AGNOL, Samira. Círculos de leitura em ambientes não formais de educação: estudos e reflexões. Claraboia, Jacarezinho, n. 16, p. 24-39, 2021.

FREIRE, Paulo. Educação como prática de liberdade. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1967.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da indignação: carta pedagógicas e outros escritos. São Paulo: Editora UNESP, 2000b.
GERALDI, João Wanderley. Ler e escrever: Uma mera exigência escolar?. Revista do SELL, v. 1, n. 1, 2008.

GERALDI. João Wanderley. O texto na sala de aula. Organizador: Milton José de Almeida... [et.al].1 ed.São Paulo: Ática, 2011.

GONÇALVES, Luciana Sacramento Moreno. Os jovens em círculos de leitura literária : uma proposta para espaços alternativos. Porto Alegre, 2014. 223 f.

KLEIMAN, Angela B. Preciso “ensinar” o letramento. Não basta ensinar a ler e a escrever, v. 1, 2005.

KLEIMAN, Angela B. Letramento e suas implicações para o ensino de língua materna. Signo, v. 32, n. 53, p. 1-25, 2007.

LAJOLO, Marisa. Meus alunos não gostam de ler. O que eu faço?, p. 2005-2010, 2005.

LAJOLO, Marisa; ZILBERMAN, Regina. A formação da leitura no Brasil. Editora Unesp, 2019.

LEFFA, Vilson José. Aspectos da leitura. Porto Alegre: Sagra, 1996.

LOPES-ROSSI, Maria Aparecida Garcia. Práticas de leitura em língua portuguesa a partir da BNCC: em que se fundamentam e como realizá-las em sala de aula? Linha D’Água: São Paulo, v. 34, n. 03, p. 5-26, set.-dez. 2021.

PEIXOTO, Mayara Carvalho; DE ARAÚJO, Denise Lino Lino. O conceito de leitura na BNCC do ensino fundamental. Leitura, n. 67, p. 55-68, 2020.

PENALVA, G.; DIAS, S. Práticas de leitura e letramento literário no ensino fundamental. in: Múltiplas abordagens e distintas práticas para a formação de leitores literários no Ensino fundamental em pesquisa do Profletras. Org. BRITO, A. et al. Rio Branco: Nepan, 2019.

ROJO, Roxane. Letramento e capacidades de leitura para a cidadania. São Paulo: See: CenP, p. 853, 2004.

ROUXEL, Annie. Aspectos metodológicos do ensino da literatura. Leitura de literatura na escola. São Paulo: Parábola, p. 17-33, 2013.

SANTOS, F.; PINHO, M.; SOARES, E. Ensino de língua materna na escola: Por quê? Para quê? in: O ensino da língua (gem) em múltiplas abordagens no Profletras / organização Áustria Rodrigues Brito [et al.]. – Rio Branco: Nepan, 2020.

SERRA, Elizabeth D’Angelo. Políticas de promoção da leitura. In: Letramento no Brasil: reflexões a partir do INAF 2001. São Paulo: Global, 2003.

SOARES, Magda. Letramento e alfabetização: as muitas facetas. Revista brasileira de educação, p. 5-17, 2004.

SOARES, Magda. Letramento: um tema em três gêneros. Belo Horizonte, Autêntica, 2009.

TERRA, Ernani. Leitura do texto literário. São Paulo: Contexto, 2014.
Publicado
2023-09-15
Visualizações
  • Artigo 36
  • PDF 58