1. APRESENTAÇÃO

A missão da revista IMPACT projects é registrar e difundir a produção do conhecimento científico e de mercado, realizada por professores, técnicos, acadêmicos, pesquisadores e profissionais. Desse modo, a revista propõe um espaço para dá visibilidade as atividades de extensão, pesquisa, ensino e práticas profissionais, seja no campo acadêmico, construtivo ou educacional. Ou seja, a revista trata-se de uma ferramenta de cunho multidisciplinar (90000005) e comporta as seguintes áreas de conhecimento, em conformidade com a tabela da CAPES: engenharias (30000009), ciências sociais aplicada (60000007) e ciências humanas (70000000).

A revista não está restrita à comunidade acadêmica da Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (UNIFESSPA), pois visa a publicação de artigos, resenhas (com entrevista ou tributo) e resumos expandidos com abrangência nacional e internacional. A publicação será voltada exclusivamente a trabalhos originais com contribuições relevantes, atuais e inovadoras que sejam de interesse do campo acadêmico e mercadológico com periodicidade semestral, sendo também possível a publicação de edições especiais. A edição de lançamento dessa revista será direcionada a convidados atuantes e referências em suas específicas áreas de conhecimento, com previsão para o segundo semestre de 2021.

 2. FOCO E ESCOPO

A revista IMPACT projects está voltada para publicação de artigos, resenhas, resumos expandidos, de modo a fomentar a publicação, dando visibilidade aos resultados provenientes de Relatórios Técnicos Conclusivos de Pósdoc, Teses, Dissertações, PFC’s, TCC's e Projetos, seja de extensão, pesquisa, ensino, bem como a atuação profissional no mercado de trabalho, seja construtivo ou educacional. Os eixos temáticos dessa revista abrangem as linhas de pesquisa do GP-CNPq PUSC, bem como permite de modo multidisciplinar comportar a todos os cursos de áreas afins da grande área de conhecimento.

A organização da revista  está dividida em  três capítulos: Artigos Completos, Resumos Expandidos e Resenha. Sendo que, o primeiro capítulo pode comportar trabalhos enquadrados nas seguintes seções: tecnologia do ambiente construído e inovação; resistência, desempenho, problema e recuperação estrutural; impacto social e econômico; sustentabilidade urbana e eficiência energética; e formação/perfil profissional e mercado de trabalho.

A revista busca compartilhar e trocar informações entre pesquisas tanto da comunidade acadêmica, quanto do campo profissional, com enfoque na área tecnológica e de inovação, observando diretrizes da sustentabilidade, que diretamente impactam na viabilidade, na execução e no desempenho do ambiente construído. A cada edição os trabalhos podem ser submetidos e aprovados para apresentação nas seguintes categorias: artigo completo ou resumo expandido, observando as diretrizes da revista. Para melhor organização da revista, os trabalhos devem ser submetidos de acordo com as áreas de interesse que melhor os comportem, ou em áreas afins, conforme às cinco seções dispostas a seguir:

2.1. ARTIGOS COMPLETOS

2.1.1 SEÇÃO 01: TECNOLOGIA DO AMBIENTE CONSTRUÍDO E INOVAÇÃO

Produção de conhecimento científico e tecnológico aplicado a todas as etapas envolvidas na produção do ambiente construído, considerando a interface da sustentabilidade e inovação. Esta seção está relacionada a publicação de resultados de pesquisas científicas e de atuação no mercado de trabalho, referente à área do conhecimento chamada de Tecnologia do Ambiente Construído, que engloba desde a concepção, projeto, produção, operação, manutenção, demolição até a reciclagem ou reutilização de edificações e do seu entorno imediato. Ressalta-se ainda que esta seção também comporta pesquisas relacionadas ao desenvolvimento e aperfeiçoamento dos processos de inovação de cada uma destas etapas e tem como objetivo buscar soluções para as dificuldades enfrentadas no segmento de produção do ambiente construído.

2.1.2. SEÇÃO 02: RESISTÊNCIA, DESEMPENHO, PROBLEMA E RECUPERAÇÃO ESTRUTURAL

 Produção de conhecimento científico e tecnológico sobre a questão estrutural, considerando as seguintes abordagens: resistência, desempenho, problema e recuperação. Essa seção está voltada para a publicação de pesquisas científicas e de atuações no mercado de trabalho sobre manifestações patológicas na indústria da construção civil, evidenciando suas causas e soluções, controle tecnológico, métodos de caracterização de materiais e técnicas de manutenção, visando o aumento da vida útil da edificação, recuperação de manifestações patológicas conhecidas no meio científico, reforço de estruturas metálicas, de concreto armado e de madeira, assim como de estruturas mistas, em consequência das patologias estruturais, utilizando soluções convencionais ou inovadoras na indústria da construção civil.

2.1.3. SEÇÃO 03: IMPACTO SOCIAL E ECONÔMICO

Produção de conhecimento científico e do mercado financeiro sobre os impactos sociais e econômicos provenientes da atuação e repercussão de projetos, que buscam a valorização da pesquisa, do ensino, da extensão e de mercado. A seção busca proporcionar espaço para abordagens sobre a relação da pessoa, da cadeia de produção e seus respectivos impactos econômicos e sociais. Reune coletânea de artigos com resultados de trabalhos que tenham impactado o mercado profissional e acadêmico.

2.1.4. SEÇÃO 04: SUSTENTABILIDADE URBANA E EFICIÊNCIA ENERGÉTICA

Produção de conhecimento científico que correlacione a sustentabilidade com a questão urbana, evidenciando as convergência e divergências, tensões e contradições inerentes ao processo de produção do espaço. A seção dedica espaço para publicação de resultados de pesquisa sobre o planejamento e o gerenciamento integrado dos sistemas urbanos de abastecimento de água, da drenagem urbana, do esgotamento sanitário e dos resíduos sólidos, visando as melhores soluções para as questões enfrentadas no segmento da infraestrutura urbana e o meio ambiente. Ressaltando que também comporta as pesquisas relacionadas ao desenvolvimento e aperfeiçoamento dos processos de geração de energia em suas diferentes formas com vista à manutenção e conservação do meio ambiente, bem como de estratégias e caminhos para a intensificação do uso energético, de modo eficiente e alternativo.

2.1.5. SEÇÃO 05: FORMAÇÃO/PERFIL PROFISSIONAL E MERCADO DE TRABALHO

Produção de conhecimento de práticas científicas, tecnológicas e mercadológicas, visando dispor de um espaço aberto e plural para comportar experiências profissionais de diferentes áreas de conhecimento, em conformidade com o escopo desta revista. Ressaltando que a seção busca fomentar um espaço para divulgar e valorizar resultados de ações acadêmicas ou provenientes do mercado de trabalho. Também possibilita a visibilidade e o intercâmbio de práticas, reflexões, experimentos e potencialidades de ações resultantes de projetos de impacto social e científico, que comportam o campo de formação e atuação profissional, mediante as seguintes abrangências: ensino, pesquisa, extensão, educação, desenvolvimento regional, mercado de trabalho e inclusão social. Ou seja, a seção permite reunir trabalhos para a socialização e a valorização de práticas acadêmicas e profissionais, voltadas para os interesses e necessidades da sociedade.

2.2. RESUMOS EXPANDIDOS

Produção de conhecimento científico e tecnológico aplicado às pesquisas em andamento, relatos de experiências e trabalhos/projetos de conclusão de curso. Ou seja, busca-se a divulgação de Relatórios Técnicos Conclusivos de PósDoc, Teses, Dissertações, PFC's, TCC's e Projetos seja de extensão, pesquisa, ensino e de atuação no mercado de trabalho, construtivo ou educacional.

2.3. RESENHA

Espaço para resenhas e entrevistas sobre profissionais atuantes no mercado ou pesquisadores consagrados, mostrando projetos singulares que se destacam no contexto social, tecnológico e econômico.

3. POLÍTICA EDITORIAL

Os trabalhos devem ser inéditos e originais, apresentando resultados com uma discussão aprofundada sobre a abordagem e o escopo da revista. A fundamentação teórica deve ser comprovada, mediante revisão bibliográfica atualizada, e obrigatoriamente, incluir literatura internacional. No manuscrito também deve-se esclarecer sobre o método de pesquisa adotado para o desenvolvimento do trabalho. Sendo que, nas suas conclusões deve-se, de maneira clara e concisa, redigir sobre as contribuições efetivas para o avanço do conhecimento científico e tecnológico ao tema abordado. Não sendo admitido textos que constituam meramente revisão bibliográfica, apresentação do estado da arte e pesquisas de opinião.

A revista está restrita a artigos que apresentam discussão sobre o tema com resultados de trabalhos aplicados, e não meramente uma descrição sobre o trabalho desenvolvido pautado exclusivamente em revisão de literatura. A cada edição da revista IMPACT projects a publicação dos trabalhos será dispostas em duas categorias: artigos completos e resumos expandidos, para melhor diagramação da revista, e observando os seguintes requisitos:

3.1. ARTIGOS COMPLETOS: a avaliação dos trabalhos será restrita a pesquisas já concluídas ou em estágio avançado de desenvolvimento, como por exemplo, etapa do estado da arte, coleta de dados, tabulação e análise de dados, diagramação e representação gráfica de pesquisas, que expressam a ideia da pesquisa e seus resultados inovadores, pautados na metodologia científica adotada. A cada manuscrito deve-se considerar no mínimo 08 (oito) páginas e no máximo 15 (quinze), observando a inclusão de figuras, tabelas, diagramas, referências e anexos. Assim como dispor das seguintes seções: 1. Introdução; 2. Revisão Bibliográfica (com o específico tema a ser abordado); 3. Procedimentos Metodológicos; 4. Aplicações e/ou Resultados; 5. Análise dos Resultados; 5. Conclusões; Referências Bibliográficas; e Agradecimentos (opcional).

3.2. RESUMOS EXPANDIDOS: comporta submissão de manuscritos resultantes de Relatórios Técnicos Conclusivos de PósDoc, Teses, Dissertações, PFC's, TCC's e Projetos (extensão, pesquisa, ensino e de atuação no mercado de trabalho). Também serão avaliados trabalhos de pesquisa em andamento, com resultados parciais em conformidade com metodologia científica adequada. Assim como, podem ser submetidos relatos de experiências com descrição e discussão de práticas desenvolvidas no campo institucional, social, educacional e de mercado de trabalho na área tecnológica e de inovação. Nesta sessão, deve-se submeter trabalhos com no mínimo de 04 (quatro) páginas e no máximo 06 (seis), incluindo figuras, tabelas, diagramas, referências e anexos, considerando conter as seguintes seções: 1. Introdução; 2. Revisão Bibliográfica (com o específico tema a ser abordado); 3. Procedimentos Metodológicos; 4. Aplicações e/ou Resultados; 5. Análise dos Resultados; 5. Conclusões; Referências Bibliográficas; e Agradecimentos (opcional).

Vale ressaltar que, não é obrigatório utilizar os títulos específicos para as seções supracitadas, no entanto, deve-se informar ou situar o leitor sobre o tema que será abordado e colocá-lo a par da delimitação e do conhecimento já existente. Os trabalhos devem atender ao escopo editorial da revista e às instruções aos autores, conforme disposto em template. Os trabalhos submetidos à revista serão analisados preliminarmente pelo Editor Gerente, sendo somente os selecionados, encaminhados aos Editores de Seção. Cabe aos Editores de Seção encaminhar os manuscritos para avaliação por pares. A decisão final quanto a publicação do trabalho estará de acordo com a média das notas dos revisores.

Os trabalhos submetidos devem ser direcionados exclusivamente à revista IMPACT projects, não sendo permitida a apresentação simultânea em outro periódico. Tendo em vista, que devam ser trabalhos originais e inéditos, a princípio as contribuições podem ser apresentadas em português ou espanhol, sendo necessário o resumo na versão em inglês. Durante o processo de avaliação dos trabalhos pelos pares será garantido o anonimato e a confidencialidade dos autores e dos revisores. Todos os trabalhos publicados são de propriedade dessa revista, sendo vedada tanto a reprodução, total ou parcial, em outros periódicos, seja no formato impresso ou eletrônico, assim como a sua tradução para outro idioma sem a autorização, ou a citação em referência bibliográfica.

4. OBJETIVO

 4.1. Divulgar a realização e resultados de pesquisa para a produção e popularização de conhecimento científico.

4.2. Difundir o conhecimento e práticas resultantes de projetos que impactam efetivamente a comunidade.

4.3. Oferecer espaço eletrônico para a publicação de trabalhos científicos e tecnológicos em diferentes áreas de conhecimento.

4.4. Contribuir com a consolidação institucional e a valorização da comunidade acadêmica atuante e comprometida com o bem comum e o desenvolvimento social.

4.5. Publicar trabalhos e personalidades que se destacam na comunidade acadêmica e no mercado de trabalho, que buscam popularizar o conhecimento científico e tecnológico.

5. POLÍTICA DE AVALIAÇÃO POR PARES

 A revista IMPACT projects tem previsão de recebimento de manuscritos para avaliação com fluxo contínuo, exclusivamente por sistema online na página eletrônica da própria revista, via periódicos da UNIFESSPA. Todos os trabalhos serão encaminhados para uma avaliação por pares às cegas. Nesse processo de avaliação do trabalho submetido, os autores e os revisores não devem revelar suas identidades. Os trabalhos submetidos são analisados preliminarmente pelo Editor Gerente, que posteriormente encaminha para a avaliação dos Editores de Seção, que definem os trabalhos pré-selecionados para envio subsequente à avaliação de dois Revisores, conforme a área de interesse e sessão temática da revista.

6. PERIODICIDADE

A periodicidade da revista é semestral, salvo as edições especiais, que serão direcionadas a divulgação dos melhores artigos completos, com apresentação oral, em eventos institucionais com parceria firmada com o GP/CNPq PUSC, bem como a divulgação da parceria mediante o uso da identidade visual, tanto da revista quanto do grupo de pesquisa, no material de divulgação do evento.

7. POLÍTICA DE ACESSO LIVRE

A revista oferece acesso online de seu conteúdo, em conformidade com o princípio de disponibilidade gratuita do conhecimento científico e mercadológico ao público, visando a democratização e o fomento da ciência produzida em centros universitários ou no setor privado. Os nomes e endereços eletrônicos informados serão exclusivos para formalização dos serviços prestados de modo voluntário às publicações, não sendo disponibilizados para outras finalidades.

8. REGRAS DE SUBMISSÃO

O cadastro no sistema UNIFESSPA/Periódicos e posterior acesso, por meio de login e senha, são obrigatórios para a submissão dos trabalhos, assim como para acompanhar o processo editorial em fase de análise, observando que não são cobradas taxas para submissão e avaliação dos manuscritos. Ressaltando que o período de submissão é de fluxo contínuo, em conformidade com o template disponível nesta página eletrônica.

No processo de submissão, os autores devem verificar os requisitos em relação a todos os itens exigidos para contribuições originais e inéditas, bem como não está sendo avaliada para publicação de outra revista, caso contrário, deve-se justificar a submissão. Vale lembrar, que as submissões devem cumprir com requisitos relacionados as normas vigentes da NBR/ABNT, caso contrário, os trabalhos serão devolvidos aos autores.
 

9. CORPO DE AVALIADORES

Os revisores serão os professores e pesquisadores credenciados, que receberão certificados, à medida que realizarem o trabalho de revisores dos manuscritos encaminhados às cegas e aos pares. Além dos professores da UNIFESSPA, também poderão ser convidados outros professores/pesquisadores com currículo compatível às seções temáticas dessa Revista, visando a ampliação do corpo de revisores.

Vale salientar o apoio técnico e administrativo da UNIFESSPA/Periódicos, UNIFESSPA/CTIC, de alguns professores do curso de bacharelado em Engenharia Civil (UNIFESSPA/IEA), de alguns professores do curso de Licenciatura em Matemática (UNIFESSPA/IEA), do professor de Estruturas e Reforço Estrutural do curso de Arquitetura e Urbanismo (UNIFESSPA/IEA), do professor de Engenharia Urbana, Patrimônio e Geodiversidade do curso de Engenharia Civil (UNIFESSPA/FAEC), de alguns técnicos administrativos do IEA e do Programa de Pós-Graduação de Arquitetura e Urbanismo (UFSC/PósARQ).