EDUCAÇÃO INCLUSIVA E INTERDISCIPLINARIDADE: A ESCOLA DO CAMPO E A CONSTRUÇÃO IDENTITÁRIA DOS EDUCANDOS SURDOS

Main Article Content

Aline Corrêa Barros da Costa
Renata Ferreira Siqueira
Thaianny Cristine Dias Valente
Waldma Maíra Menezes de Oliveira

Resumo

Este estudo se constitui em uma pesquisa de campo de natureza qualitativa, realizada na E.M.E.F São Pedro, localizada na Ilha de Marinteua Município de Cametá/PA, tendo como base investigar como a Escola São Pedro por meio de seus processos formativos contribui para a afirmação ou construção identitária do educando surdo. Além de analisar de que forma o trabalho interdisciplinar é desenvolvido pela escola no intuito de incluir o educando surdo, identificar de que forma a escola ribeirinha contribui para a emancipação social e linguística do educando surdo e verificar quais são os processos formativos interdisciplinares desenvolvidos pela escola.  Quanto aos dados da pesquisa, estes foram coletados por meio de entrevistas semiestruturadas realizadas com 2 (dois) professores da Rede Regular de Ensino e com a coordenadora pedagógica da escola em questão. Por sua vez, as bases teóricas desta pesquisa provêm de obras de autores como: Campos (2013), Fazenda (2002) entre outros que serão citados ao longo do trabalho. Os resultados apontam que a escola do Campo por sua realidade demográfica no que tange formação identitária surda tem contribuído para a reafirmação da realidade surda silenciada, uma vez que seus processos formativos enfatizados pelo trabalho docente não dão ao surdo mecanismos para sua emancipação social, cultural e linguística.

Article Details

Seção
Artigos