ENSINO DE HISTÓRIA E PRÁTICAS DE MONITORIA: OS ESTUDANTES ENTRE EXPERIÊNCIAS E AÇÕES - 110

  • João Damasceno de Queiroz
  • Nilqueverson Silva Lima
  • Geovanni Gomes Cabral

Resumo

A prática da monitoria no Ensino de história é o foco central desta comunicação, que teve como campo de atuação a disciplina Ensino de História e Linguagens: literatura, oralidade e mídias. Nesse sentido, a monitoria vem como potencializador e, ao mesmo tempo, facilitador no diálogo dos estudantes com os conteúdos abordados. Pensar o ensino de História é poder problematizar as diferentes abordagens, fontes e estratégias didático-pedagógicas no que concerne ao uso dessas múltiplas leituras do tempo presente. O monitor, nessa atividade, entra em sintonia com a leitura dos textos e com os trabalhos em equipe, impulsionando ações que possibilitam uma maior compreensão dos conteúdos abordados. Por isso, a escolha do monitor requer que ele já tenha cursado a disciplina, uma forma de facilitar essas ações na sala de aula. O que vamos apresentar consiste nessas diversas leituras e práticas que foram desenvolvidas com estudantes do turno da noite na Faculdade de História.
Publicado
2019-10-22
Como Citar
Queiroz, J., Lima, N., & Cabral, G. (2019). ENSINO DE HISTÓRIA E PRÁTICAS DE MONITORIA: OS ESTUDANTES ENTRE EXPERIÊNCIAS E AÇÕES - 110. Seminário De Projetos De Ensino (ISSN: 2674-8134), 4(1). Recuperado de https://periodicos.unifesspa.edu.br/index.php/spe/article/view/1075