CONTRIBUIÇÕES DA ATIVIDADE DE MONITORIA INDÍGENA NA UNIFESSPA PARA OS CURSOS DE CIÊNCIAS DA NATUREZA E AFINS NOS PERÍODOS LETIVOS DE 2017.2 E 2017.4

  • Eduarda Guimarães Silva
  • Karlos Henrique Mota Costa
  • Luiz Moreira Gomes

Resumo

Devido aos altos índices de reprovação e desistência dos discentes indígenas nos cursos de graduação da Universidade Federal do Sul e Sudestes do Pará (Unifesspa), sobretudo nos cursos afins das áreas de Ciências da Natureza, foi regulamentado a seleção de monitores através da Pró-reitora de Ensino de Graduação (PROEG), por meio da Diretoria de Planejamento e Projetos Educacionais (DPROJ), utilizando-se de recursos da ação Edital Monitoria Indígena – PNAES – PO 000, presente no PGO/2017 desta pró-reitora.Tais medidas foram tomadas com o objetivo de fomentar a inclusão dos discentes indígenas nas atividades de ensino, pesquisa e extensão. Dessa forma, contribuindo para a sua permanência e êxito acadêmico, uma vez que, o ensino base de uma parcela significativa dos destes discentes possui uma defasagem se comparada com os demais.Tal projeto pode ser respaldado pela Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB), uma vez que, essa ilustra como a monitoria pode ser benéfica para os discentes de ensino superior, os mesmos sendo aproveitados em atividades de ensino dentro da própria instituição (BRASIL, 1996, Art. 84), promovendo dessa forma além do auxílio aos discentes com defasagem escolar a promoção de uma experiência educativa e cultural aos monitores envolvidos.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2019-07-29
Visualizações
  • Artigo 32
  • PDF 15
Como Citar
Silva, E., Costa, K., & Gomes, L. (2019). CONTRIBUIÇÕES DA ATIVIDADE DE MONITORIA INDÍGENA NA UNIFESSPA PARA OS CURSOS DE CIÊNCIAS DA NATUREZA E AFINS NOS PERÍODOS LETIVOS DE 2017.2 E 2017.4. Seminário De Projetos De Ensino (ISSN: 2674-8134), 3(1). Recuperado de https://periodicos.unifesspa.edu.br/index.php/spe/article/view/490

Artigos mais lidos pelo mesmo (s) autor (es)