Educação do campo: caminhos possíveis para construção de práticas educativas significativas

Palavras-chave: Educação do Campo, Contexto, Modelagem Matemática, Significado

Resumo

O presente relato apresenta aspectos de um projeto escolar, de caráter interdisciplinar, denominado “Meu chão como caminho possível para construção e significação dos conhecimentos curriculares”, que vem sendo desenvolvido em um espaço campesino no município de Ibiassucê - BA, desde o ano de 2018, em uma turma multisseriada composta por alunos do 3°, 4° e 5° ano do Ensino Fundamental. O texto aborda discussões e caminhos que possibilitam construir uma educação reflexiva e democrática nesse espaço, baseando-se nas concepções teóricas de autores como Arroyo, Caldart e Molina (2011), Caldart (2011; 2015), Frigotto (2010), Roseira (2010), Saviani (2013), Souza, Moreira e Preira (2017) e outros. O texto tem como objetivo descrever práticas que visam (re)significar o ensino, discutir e refletir sobre questões relevantes à Educação do Campo. As atividades desenvolvidas tiveram como princípios metodológicos a consideração da importância do contexto social, espaço de vivência e realidade em que os alunos estão inseridos, utilizando abordagens como a Modelagem Matemática e a educação contextualizada como pressupostos para o desenvolvimento de atividades. Assim, os resultados obtidos foram expressos pelos sujeitos envolvidos. O projeto contribuiu para desconstrução de estereótipos relacionados ao campo, desenvolvendo atividades que consideraram a riqueza cultural, assim como a valorização dos recursos disponíveis nesse chão. Ademais, a primeira etapa do projeto teve relevância para o município como um todo, tendo o relato no Prêmio Professores do Brasil nomeado como o melhor projeto do ciclo de alfabetização (1º ao 3º ano) do estado da Bahia e em seguida da Região Nordeste, sendo reconhecido nacional e internacionalmente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Tatiane Novais Brito, Universidade do Estado da Bahia
Mestranda em Ensino, Linguagem e Sociedade pela Universidade do Estado da Bahia (UNEB). Professora na Secretaria de Educação de Ibiassucê - BA. Licenciada em Matemática pela UNEB

Referências

ARROYO, Miguel Gonzalez; CALDART, Roseli Salete; MOLINA, Mônica Castagna (Orgs.). Por uma Educação do Campo. 5 ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2011.

BAHIA. Secretaria da Educação Conselho Estadual de Educação. Resolução CEE Nº 103, de 28 de setembro de 2015. Dispõe sobre a oferta da Educação do Campo, no Sistema Estadual de Ensino da Bahia. Salvador, 28 de set. de 2015. Disponível em: https://bit.ly/3eJukcY. Acesso em 03 mai. 2020.

CALDART, Roseli Salete. A escola do campo em movimento. In: ARROYO, Miguel Gonzalez; CALDART, Roseli Salete; MOLINA, Mônica Castagna (Orgs.). Por uma educação do campo. 5. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2011. p. 89-131.

CALDART, Roseli Salete; CERIOLI, Paulo Ricardo; FERNANDES, Bernardo Mançano. Primeira Conferência Nacional “Por uma educação básica do campo”. In: ARROYO, Miguel Gonzalez; CALDART, Roseli Salete; MOLINA, Mônica Castagna (Orgs.). Por uma educação do campo. 5. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2011.p. 21-63.

CALDART, Roseli Salete. Semiárido: Educação Politécnica e Agricultura Camponesa. In: CALDART, Roseli Salete; STEDILE, Miguel Enrique; DAROS, Diana (Orgs.). Caminhos para transformação da escola: agricultura camponesa, educação politécnica e escolas do campo. 1 ed. São Paulo: Expressão Popular, 2015. p. 19-41.

CURY, Helena Noronha. As concepções de Matemática dos professores e suas formas de considerar os erros dos alunos. 1994. 276 f. Tese (Doutorado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Porto Alegre, 1994.

FRIGOTTO, Gaudêncio. A produtividade da escola improdutiva: um (re)exame das relações entre educação e estrutura econômico-social capitalista. 9 ed. São Paulo: Cortez, 2010.

GIL, Antônio Carlos. Métodos e técnicas de pesquisa social. 5 ed. São Paulo: Atlas, 1999.

LAKATOS, Eva Maria. Fundamentos de metodologia científica. 5 ed. São Paulo: Atlas, 2003.

ROSEIRA, Nilson Antonio Ferreira. Educação matemática e valores: das concepções dos professores à construção da autonomia. Brasília: Liberlivro, 2010.

SAVIANI, Demerval. Pedagogia histórico crítica: primeiras aproximações. 11 ed. rev. Campinas, SP: Autores Associados, 2013.

SELLTIZ, Claire et al. Métodos de pesquisa nas relações sociais. São Paulo: Herder, 1965.

SOUZA, Francisco das Chagas Silva; MOREIRA, Kardenia Almeida; PEREIRA, Milene Rejane. A interdisciplinaridade na prática dos educadores sociais do Programa de Criança Petrobras. Polêmica, Rio de Janeiro, v. 17, n. 2, p. 54-67, 2017.
Publicado
2020-06-27
Visualizações
  • Artigo 126
  • PDF 122
Como Citar
BRITO, T. Educação do campo: caminhos possíveis para construção de práticas educativas significativas. ReDiPE: Revista Diálogos e Perspectivas em Educação, v. 2, n. 1, p. 90-105, 27 jun. 2020.