O uso de sequência didática no ensino de Química com tema regional cultivo do maracujá

  • Edson de Oliveira Costa UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE
  • Rafaela Cristina dos Santos lima UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE https://orcid.org/0000-0003-4641-4252
Palavras-chave: Sequências Didáticas, Contextualização, Maracujá

Resumo

Este estudo descreve uma sequência didática desenvolvida no âmbito do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (PIBID), que aborda o cultivo do maracujá como tema para a contextualização do conteúdo de soluções químicas. O objetivo desta pesquisa foi investigar o impacto da utilização de Sequências Didáticas avançadas para a contextualização de conteúdos de química por meio de um tema regional. A sequência didática foi organizada em três etapas, compreendendo um total de dez momentos complementares, e foi integrada em uma escola de Ensino Médio regular localizada na cidade de Nova Floresta-PB. A amostra foi composta por 15 alunos do 2º ano com desempenho acadêmico abaixo da média na disciplina de Química. A implementação ocorreu durante as atividades do PIBID. Os resultados, obtidos por meio de observação direta das aulas, excederam as expectativas, uma vez que se constatou que os alunos participaram satisfatoriamente das atividades desenvolvidas. A análise desses dados revelou que, de forma geral, os alunos apresentaram um progresso significativo no que diz respeito à aprendizagem dos conceitos químicos relacionados à problemática investigada.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BRASIL. Diretrizes curriculares nacionais para o ensino médio. Conselho Nacional de Educação–Câmara de Educação Básica. Ministério da Educação e Desporto–Conselho Nacional de Educação. Processo, v. 230001, p. 97-46, 1999.

BRASIL. Ministério da Educação (MEC) - Secretaria de Educação Média e tecnologia (Semtec). PCN+ Ensino médio: orientações educacionais complementares aos Parâmetros Curriculares Nacionais – Ciências da Natureza, Matemática e suas Tecnologias. Brasília: MEC/SEMTEC, 2002.

BRASIL. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular – BNCC. Publicado em 22 de Dez de 2018. Disponível em:http://portal.mec.gov.br/conselho-nacional-de-educacao/base-nacionalcomum-curricular-bncc. Acesso em: 20/05/2023.

CHIZZOTTI, A. A pesquisa qualitativa em Ciências Humanas e Sociais: Evolução e desafios. Revista Portuguesa de Educação, 16(2), 221-236, (2003).

DOLZ, J. Gêneros orais e escritos na escola. Tradução e organização Roxane Rojo e Glaís Sales Cordeiro, Campinas, SP: Mercado de Letras, 2004.

FALEIRO, F. G.; JUNQUEIRA, N. T. V.; COSTA, A. M. Ações de pesquisa e desenvolvimento para o uso diversificado de espécies comerciais e silvestres de maracujá. Passiflora Spp. Planatina – DF. Embrapa Cerrado, 2015.

FERNANDES, L. S.; CAMPOS, A. F. Tendências de pesquisa sobre a resolução de problemas em Química. Revista Electrónica de Enseñanza de las Ciencias, 16(3), 458–482, (2017).

FREIRE, P. Pedagogia da Autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e terra,1996.

GANGA, R. M. D.; RUGGIERO, C.; LEMO, E. G. M.; GRILI, G. V. G.; GONÇALVES, M. M.; CHAGA, E. A.; WICKERT, E. Diversidade genética em maracujazeiro-amarelo utilizando marcadores moleculares. Rev. Bras. Frutic., v. 26, n. 3, 2004. p. 494-498.

IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Caracterização dos Municípios do Estado da Paraíba. Rio de Janeiro. 2018. Disponível em: https://www.ibge.gov.br/. Acesso em: 17 mar. 2023.

LEITE, L. R. et al. O uso de sequências didáticas no ensino de Química: proposta para o estudo de modelos atômicos. Revista Brasileira de Extensão Universitária, v. 11, n. 2, p. 177-188, 2020.

MORTIMER, E. F.; MACHADO, A. H.; ROMANELLI, L.I. A proposta curricular de química do Estado de Minas Gerais: fundamentos e orçamentos. Química Nova, v. 23, p. 273-283, 2000.

OLIVEIRA, J. R. S. Contribuições e abordagens das atividades experimentais no ensino de ciências: reunindo elementos para a prática docente. Acta Scientiae, v.12, n.1, p.139-156, 2010.

RIZZI, L.C.; RABELLO, L.A.; MOROZINI FILHO, W.; SAVASAKI, E.T.; KAVATI, R. Cultura do Maracujá-Azedo. Boletim Técnico, 255. Campinas: Coordenadoria de Assistência Técnica Integral, SAA, 1998.

SANTOS, J. C. O.; COSTA, E. O.; LIMA, R. C. S. L.; ARAÚJO, D. S.; SOUSA A. S. Alternative ways in chemistry teaching: Providing the creativity of high school students, Acad. J. Educ. Res., vol. 4, n. 4, p. 069-074, 2016.

SILVA, L.J.C.; JÚNIOR, A.E.V.P. Os saberes da pedagogia no telejornalismo: Paulo Freire e a prática jornalística. Revista Famecos, v. 26, n. 1, p. e31212-e31212, 2019.

VIEIRA, S. Como elaborar questionários. 1. ed. São Paulo: Atlas, 2009.

ZABALA, A. A prática educativa: como ensinar. Porto Alegre: Artmed, 1998.
Publicado
2023-10-13
Visualizações
  • Artigo 145
  • PDF 91
Como Citar
COSTA, E. DE O.; LIMA, R. C. O uso de sequência didática no ensino de Química com tema regional cultivo do maracujá. ReDiPE: Revista Diálogos e Perspectivas em Educação, v. 5, n. 1, p. 225-239, 13 out. 2023.