A avaliação educacional sistêmica (Simave) em uma escola do campo: perspectivas e desafios

  • Roseni de Fátima Rosa Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG
  • Penha Souza Silva
Palavras-chave: Educação do Campo, Avaliação Educacional Externa, Simave/Proalfa-Proeb

Resumo

Esta pesquisa busca entender como se dá o processo de avaliação educacional do Sistema Mineiro de Avaliação e Equidade da Educação Pública – Simave em uma escola do campo no município de Piranga-MG. Para isso, buscamos, por meio de um questionário respondido por sete professores, a supervisora e a diretora da Escola Estadual “Francisco Ferreira Maciel”, objeto deste estudo, que buscava identificar opiniões, dificuldades e deficiências no processo avaliativo. Também foram realizadas pesquisas documentais nos arquivos da escola e do Simave e uma revisão de literatura sobre o tema avaliação e avaliação educacional sistêmica. A metodologia utilizada é o estudo de caso em caráter qualitativo. Atualmente, o Simave avalia as disciplinas de Língua Portuguesa e Matemática e impactam diretamente no trabalho pedagógico da escola, principalmente, nas disciplinas avaliadas. Os resultados apontam para um comprometimento da escola com estas avaliações.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ANDRÉ, Marli Eliza Dalmazo Afonso de. Estudo de Caso: Seu potencial na educação. Caderno de Pesquisa. v. 49. maio. 1984, p.51-54. Disponível em: http://publicacoes.fcc.org.br/ojs/index.php/cp/article/view/1427/1425 . Acesso em: 13 abr. 2019.

CAEd/UFJF. SIMAVE/PROEB. Secretaria de Estado de Educação. CAEd, 2013. 2013b. Minas Gerais. Disponível em: http://www.portalavaliacao.caedufjf.net . Acesso em: 19 jan. 2019.

GIROTTO, Eduardo Donizeti. O novo ciclo de reformas educacionais no Brasil: concepções, agentes e processos. Paulo Freire. Revista de Pedagogia Crítica. A. 15, n.18, p. 177-201, jul./dez. 2017.

GIROTTO, Eduardo Donizeti. Entre o abstracionismo pedagógico e os territórios de luta: a base nacional comum curricular e a defesa da escola pública. Horizontes, v. 36, n. 1, p. 16-30, jan./abr. 2018.

HOFFMANN, Jussara. Avaliação, mito e desafio, uma perspectiva construtiva. 41. ed. Porto Alegre: Mediação, 1991.

HOFFMANN, Jussara. Avaliar: respeitar primeiro, educar depois. 11. ed. Porto Alegre: Meditação, 2005.

HOFFMANN, Jussara. O jogo do contrário em avaliação. Mediação. Porto Alegre: 2012.

LUCKESI, Cipriano Carlos. Avaliação da aprendizagem: visão geral. Sorocaba SP: 08 out. 2005. Caderno do Colégio Uirapuru. Entrevista concedida ao Jornalista Paulo Camargo, São Paulo. Disponívelem:http://www.ia.ufrrj.br/ppgea/conteudo/conteudo-2009-1/Educacao-MII/3SF/Art_avaliacao_entrev.pdf. Acesso em: 25/10/2019.

LUCKESI, Cipriano Carlos. Avaliação da aprendizagem na Escola. 1998. Disponível em: http://irsas.cascavel.pr.gov.br/arquivos/23122013_cipriano_carlos_luckesi__avaliaacao_da_aprendizagem_na_escola.pdf . Acesso em: 10 abr. 2019.

LÜDKE, Menga; ANDRÉ, Marli E. D. A. Pesquisa em Educação: abordagens qualitativas. São Paulo: Editora Pedagógica Universal, 1986.

NASCIMENTO, Silvana Sousa do; VENTURA, Paulo Cezar Santos; SILVA, Penha Souza. Física e Química: uma avaliação do ensino. Presença Pedagógica. v.9, n .49, p.21-33. jan. /fev. 2003.

PORTAL SIMAVE. Conheça o Programa. Disponível em: http://simave.educacao.mg.gov.br/#!/programa. Acesso em: 15 ago. 2020.

SCHNEIDER, Marilda Pasqual; ROSTIROLA, Camila Regina; MOZZ, Gabriela Strauss. Avaliações em larga escala e os desafios à qualidade educacional. Roteiro, Joaçaba, v. 36, n. 2, p.309 -314, jul./dez. 2011.

SEE/MG. Secretaria de Educação de Minas Gerais. Disponível em: http://www2.educacao.mg.gov.br . Acesso em: 19 out. 2019.

VIANNA, Heraldo Marelim. Avaliação Educacional: uma perspectiva histórica. Estudos em Avaliação Educacional. Fundação Carlos Chagas. São Paulo. 1995.p.1-27.
Publicado
2022-06-25
Visualizações
  • Artigo 340
  • PDF 159
Como Citar
ROSA, R.; SILVA, P. S. A avaliação educacional sistêmica (Simave) em uma escola do campo: perspectivas e desafios. ReDiPE: Revista Diálogos e Perspectivas em Educação, v. 3, n. 2, p. 103-118, 25 jun. 2022.