Conhecimentos prévios: ponto de partida e de chegada para o processo de ensino e aprendizagem de Matemática

Palavras-chave: Conhecimentos Prévios, Etnomatemática, Educação do Campo, Pedagogia da Alternância

Resumo

O ensino de Matemática representa um grande desafio para a Educação do Campo e deve ser associado aos conhecimentos cotidianos para que o educando desenvolva o pensamento lógico, a criatividade, a capacidade de análise crítica e torne-se ativo na organização e transformação do ambiente em que vive. Esta pesquisa busca responder como se estabelecem as relações entre a Etnomatemática, a Educação do Campo e a Pedagogia da Alternância. Como estratégia metodológica adotamos as seguintes etapas: vivência no meio sócio profissional dos envolvidos, elaboração e aplicação de questões sobre os conhecimentos prévios dos alunos e sobre a produção de flores, levantamento, análise e síntese dos dados obtidos, valorização dos saberes dos familiares, aplicação dos conteúdos próprios para o 7º ano do ensino fundamental partindo das informações obtidas nas etapas anteriores. Os resultados apontaram que os jovens dominam diferentes procedimentos matemáticos de maneira informal, demonstram facilidade de compreensão de conceitos quando esses são associados aos seus saberes e, indicam ainda, que a Pedagogia da Alternância possibilita a construção do processo de ensino e aprendizagem de matemática a partir dos conhecimentos prévios dos alunos e de seus familiares, considerando a Educação do Campo como uma proposta de Pedagogia Libertadora que valoriza os saberes dos envolvidos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Constancia Heringer, Secretaria Municipal de Educação de Nova Friburgo-RJ
Mestre em Educação pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ). Professora da Secretaria Municipal de Educação de Nova Friburgo-RJ.
Eulina Coutinho Silva do Nascimento, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ)
Doutora em Engenharia de Sistemas e Computação pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Professora da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ).

Referências

ASSUNÇÃO, Carlos A.G.; GUERRA, Renata Borges. Etnomatemática e Pedagogia da Alternância: elo entre saber matemático e práticas sociais. Revista Latinoamericana de Etnomatemática, v. 5, n. 1, p. 4-34, 2012.

BRASIL. Ministério da Educação. Parâmetros Curriculares Nacionais: Matemática/ Ministério da Educação. Secretaria da Educação Fundamental. 3a. ed. Brasília, 2001.

BRITO, Dejildo Roque; MATTOS, José Roberto Linhares. Saberes matemáticos de agricultores. In: MATTOS, José Roberto Linhares (Org.). Etnomatemática: saberes do campo. São Paulo, Editora CRV, p. 13-39, 2016.

D'AMBROSIO, Ubiratan. Educação Matemática: da teoria à prática. 13 ed. Campinas, Papirus, 2006.

D'AMBROSIO, Ubiratan; ROSA, Milton. Um diálogo com Ubiratan D’Ambrosio: uma conversa brasileira sobre etnomatemática. In: BANDEIRA, Francisco, GONÇALVES, Paulo Gonçalo Farias (Orgs.). Etnomatemáticas pelo Brasil: aspectos teóricos, tica de matema e práticas escolares. Curitiba, Editora CRV, p. 13-38, 2016.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da Autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo, Editora Paz e Terra, 1997.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do oprimido. 22 ed. Rio de Janeiro, Paz e Terra, 2016.

GIMONET, Jean-Claude. Praticar e compreender a Pedagogia da Alternância dos CEFFAS. Petrópolis: Vozes, Paris: Associação Internacional dos Movimentos Familiares de Formação Rural, 2007.

MIRANDA, Jaime Rodrigo da Silva. Extensão rural, educação do campo e ciências agrárias: proximidades, distâncias e experiência com a turma de Licenciatura em Educação do campo da UFRRJ. In: PERUSO, Marco Antonio; LOBO, Roberta (Orgs.). Educação do campo, movimentos sociais e diversidade: a experiência da UFRRJ. Gráfica e Editora F&F, 1 ed, Rio de Janeiro, p. 143-156, 2014.

NASCIMENTO, Eulina C. S. do; MATTOS, José Roberto Linhares; LOLA, Josenilson Lopes. Novas Tecnologias e suas contribuições para o ensino de Geometria Plana na Educação Agrícola. CONGRESSO NACIONAL DE EDUCAÇÃO MATEMÁTICA, 2., 2011, Ijuí. Anais [...]. Ijuí: Unijuí, 2011. Disponível em: www.projetos.unijui.edu.br/matematica/cnem/cnem. Acesso em: 10 out. 2016.

NOSELLA, Paolo. Militância e profissionalismo na educação do homem do campo. Revista da Formação por Alternância. Brasília: União Nacional das Escolas Famílias Agrícolas do Brasil, v. 2, n. 4, p. 5 – 18, 2007.

SANTOS, Benerval Pinheiro. Etnomatemática e suas possibilidades pedagógicas: algumas indicações. ENCONTRO DE EDUCAÇÃO MATEMÁTICA, 7., 2006, São Paulo. Anais [...]. São Paulo, 2006.

SANTOS, Ramofly Bicalho. História da Educação do Campo no Brasil: o protagonismo dos movimentos sociais. Revista Teias, Rio de Janeiro, v. 18, n. 51. p. 218, 2017.

SANTOS, Ramofly Bicalho. Interfaces da educação do campo e movimentos sociais: possibilidades de formação. Revista Pedagógica, Chapecó, v.20, n.43. p. 81-10, jan./abr. 2018. Disponível em http://dx.doi.org/10.22196/rp.v20i43.3882

SANTOS, Ramofly Bicalho dos; OLIVEIRA, Lia Teixeira de; CASTRO, Amanda Neres. Pedagogia da alternância e história da educação do campo no Brasil. In: PERUSO, Marco Antonio; LOBO, Roberta (Orgs.). Educação do campo, movimentos sociais e diversidade: a experiência da UFRRJ. Rio de Janeiro, Gráfica e Editora F&F, 1. ed. p. 125-142, 2014.

TRIVIÑOS, Augusto Nibaldo Silva. Introdução à pesquisa em ciências sociais: a pesquisa qualitativa em educação. São Paulo: Atlas, 1987.
Publicado
2021-11-23
Visualizações
  • Artigo 5
  • PDF 5
Como Citar
HERINGER, C.; NASCIMENTO, E. C. S. DO. Conhecimentos prévios: ponto de partida e de chegada para o processo de ensino e aprendizagem de Matemática. ReDiPE: Revista Diálogos e Perspectivas em Educação, v. 3, n. Especial, p. 56-73, 23 nov. 2021.