Uma proposta de formação de professores: construindo e transformando o currículo na perspectiva da Etnomatemática

Palavras-chave: Programa Etnomatemática, Formação de Professores, Lei 10639/03, África

Resumo

O presente artigo é um recorte do projeto de pesquisa de mestrado, em andamento, junto ao Programa de Pós-Graduação em Educação da Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo (FEUSP). A proposta de formação, como parte do projeto, tem como objetivo promover reflexões sobre o currículo, na perspectiva da Etnomatemática, evidenciando o ensino de matemática para a diversidade cultural. A proposta está em desenvolvimento em uma escola pública do município de Taboão da Serra/SP, tendo como principal metodologia, grupos de estudos colaborativos nos horários destinado à carga-horária de Hora de Trabalho Pedagógico Coletivo (HTPC), fundamentando saberes e práticas nas teorizações do Programa Etnomatemática. Elegeu-se a primeira etapa de desenvolvimento da investigação, privilegiando o projeto África desenvolvido no ano de 2018 em espaços de formação continuada promovidos pela escola, sob a orientação das pesquisadoras. Ao se refletir sobre os primeiros resultados do projeto constatou-se que os educadores ainda conservam estereótipos acerca da cultura africana, no entanto a implementação do projeto África, tornou-se um movimento de reflexão para se repensar o currículo e a representação identitária negra entre os estudantes. Espera-se com a pesquisa, ressaltar os valores de África na formação de professores que ensinam matemática e no contexto escolar.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cristiane Coppe, Universidade Federal de Uberlândia (UFU)
Pós-doutora em Educação pela Universidade de Lisboa e Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo (FEUSP).  Professora da Universidade Federal de Uberlândia (UFU). Grupo de Estudos e Pesquisas em Etnomatemática da Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo (GEPEm/FEUSP).
Ana Paula dos Santos
Mestranda em Educação pela Universidade de São Paulo (USP). Grupo de Estudos e Pesquisas em Etnomatemática da Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo (GEPEm/FEUSP).

Referências

BRASIL. Diretrizes Curriculares Nacionais para a educação das relações Étnico-Raciais e para o ensino de história e cultura afro-brasileira e africana. Brasília: MEC, 2004.

BRASIL. Orientações e Ações para a educação das relações Étnico-Raciais. Brasília: SECAD, 2006.

BITTENCOURT, Circe Maria Fernandes. O Saber Histórico na Sala de Aula. 11 ed., São Paulo: Contexto, 2009.

BONI, Alejandra; PÉREZ-FOGUET, Augustí (Orgs.). Construir la Ciudadanía global desde la universidade. Propuestas pedagógicas para la introducción de la Educación para el Desarollo en las enseñanzas científico-técnicas. Barcelona: Intermón Oxfam, Ediciones e Ingenieiria Sin Fronteras, 2006.

COELHO, La Salete; MENDES, Carolina; GONÇALVES, Teresa. Introdução da Educação para o desenvolvimento na formação inicial de professores: uma experiência inovadora em Portugal. Porto: CEAUP, 2014.

FRANKESTEIN, Marilyn; POWELL, Arthur Belford. Ethnomathematics: challenging eurocentrismo in mathematics education/ edited by Arthur B. Powell and Marilyn Frankenstein, 1997.

D’AMBROSIO, Ubiratan. Etnomatemática: Elo entre as tradições e a modernidade. 4. ed. Belo Horizonte – MG: Autêntica Editora, 2005.

D’AMBROSIO, Ubiratan. À guisa de prefácio. In: MESQUITA, M. (Org.). Fronteiras Urbanas: ensaios sobre a humanização do espaço. Viseu: Anonymage, 2014.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do oprimido. 17. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987.

GOMES, Nilma Lino; SILVA, Petronilha Beatriz Gonçalves. Experiências Étnico-culturais para a formação de professores. Autêntica: Brasília, 2002.

LOPES, Ana Lúcia. Currículo, escola e relações étinico-raciais. In: CAVALLEIRO, Elaine et al. Educação - Africanidades - Brasil. Brasília, DF: UnB/FE-CEAD, 2006.

LOSS, Adriana Salete; COPPE-OLIVEIRA, Cristiane; CAETANO, Ana Paula Viana. Contributos da Educação Intercultural e da Etnomatemática para a Formação Inicial. Atas do PROFMAT 2015. Évora: APM, 2015.

PACHECO, Maria Isabel dos Santos Gonçalves. A formação de professores para a diversidade cultural e inclusão escolar: um estudo de caso de investigação-ação. 2014. 228 f. Tese (Doutorado em Educação) – Instituto de Educação, Universidade de Lisboa, Lisboa, 2014.

SILVA, Ana Célia da. A discriminação do negro no livro didático. 2 ed., Salvador: EDUFBA, 2004.

ZEICHNER, Kenneth M. A formação reflexiva de professores: ideias e práticas. Lisboa: Educa, 1993.
Publicado
2021-11-23
Visualizações
  • Artigo 15
  • PDF 13
Como Citar
COPPE, C.; SANTOS, A. P. DOS. Uma proposta de formação de professores: construindo e transformando o currículo na perspectiva da Etnomatemática. ReDiPE: Revista Diálogos e Perspectivas em Educação, v. 3, n. Especial, p. 110-122, 23 nov. 2021.