Cristianização e Inquisição em Goa: a confessionalização portuguesa e católica no Estado da Índia no século XVI

Palavras-chave: Inquisição, Goa, Império Português, Religião, Estado da Índia

Resumo

Este artigo intenciona buscar elementos sociais, culturais, políticos e religiosos do Estado da Índia no século XVI relacionados à conversão de mulheres e homens asiáticos ao Cristianismo e à busca da normatização de seus habitantes na ordem portuguesa colonial e cristã, num processo aqui entendido como de confessionalização. Para isso, analisa-se por meio de provisões, correspondência e manuscritos do Santo Ofício as medidas tomadas a partir das primeiras décadas do colonialismo português na Ásia em prol não apenas do número de cristãos, mas também do controle da população, ao qual a criação do único tribunal inquisitorial além do Reino foi de grande importância. Por fim, explora-se os intuitos da ação do Santo Ofício de Goa a partir de seu início, em 1560, de modo a compreender como a confessionalidade católica era almejada também a partir da capital oriental do Império Português.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Fontes manuscritas
Biblioteca Nacional de Portugal
Códice 203.

Directorate of Archives and Archaeology of Goa
Livro 9529 – Provisões a favor da Cristandade (1513-1840).
Fólios 30, 31, 34, 39, 42, 47, 48v, 70v, 73v, 81 e 88v.

Fontes Impressas
BAIÃO, António. A Inquisição de Goa: correspondência dos inquisidores da Índia. Coimbra: Imprensa da Universidade, 1930.
BAIÃO, António. A Inquisição de Goa: tentativa de história da sua origem, estabelecimento, evolução e extinção. Lisboa: Academia das Ciências, 1949.
REGO, Antonio da Silva. Documentação para a história das missões do padroado português do Oriente. Lisboa: Centro de Estudos Históricos, 1947-1958 6v. Disponível em: . Acesso em 8 jan. 2019.
CAMÕES, Luís de. Os Lusíadas. Rio de Janeiro: Nova Cultura, 2003 [1572].
COLOMBO, Cristóvão. Diários da descoberta da América. São Paulo: LPM, 1998 [1492].
WICKI, Joseph. Documenta Indica. Roma: Momumenta Societatis Historica Iesu, 1948-1988. 18v.

Fontes em meio eletrônico
REPORTORIO: Uma base de dados dos processos da Inquisição de Goa (1561-1623). Disponível em: . Acesso em 28 dez. 2019.


BETHENCOURT, Francisco. História das inquisições: Portugal, Espanha e Itália (séculos XV-XIX). São Paulo: Companhia das Letras, 2000.

BOXER, Charles Ralph. O Império Marítimo Português: 1415-1825. São Paulo: Cia. das Letras, 2002.

CUNHA, Ana Cannas da. A Inquisição no Estado da Índia: origens (1536-1560). Lisboa: ANTT, 1995.

FARIA, Patricia Souza de. A conquista das almas do Oriente: franciscanos, catolicismo e poder colonial português em Goa. (1540-1740). Rio de Janeiro: Viveiros de Castro, 2013.

FEITLER, Bruno. Nas malhas da consciência: Igreja e Inquisição no Brasil. São Paulo: Phoebus, 2007.

GRUZINSKI, Serge. As quatro partes do mundo: história de uma mundialização. São Paulo: EDUSP, 2014.

HOLANDA, Sérgio Buarque de. Visão do paraíso: motivos edênicos no descobrimento e colonização do Brasil. São Paulo: Cia. das Letras, 2002.
LANGFUR, Hal. “Frontier/Fronteira: A Transnational Reframing of Brazil’s Inland Colonization. History Compass, vol. 12, nov. 2014, p. 843-52.

LOPES, Maria de Jesus Mártires. A Inquisição de Goa na primeira metade de setecentos: uma visita pelo seu interior. Lisboa: Comissão Nacional para as Comemorações dos Descobrimentos Portugueses, 1998.

MARCOCCI. A fé de um império: a Inquisição no mundo português dos quinhentos. Revista de História, Jan.-Jun. 2011, p. 65-100.

MARCOCCI, Giuseppe; PAIVA, José Pedro. História da Inquisição Portuguesa (1536-1821). Lisboa: Esfera dos Livros, 2013.

MENDONÇA, Délio de. Conversions and citizenry in Goa: 1510-1610. Déli: Concept, 2002.

OLIVEIRA, Priscila Ketlin Garcia. O Malabar em disputa (séculos XVI-XVII): uma análise das narrativas de Zinadim e Diogo Gonçalves. Dissertação (Mestrado em História Social) – Universidade do Estado do Rio de Janeiro. São Gonçalo, 2018.

PAIVA, José Pedro. The Inquisition Tribunal in Goa: why and for what purpose? In: Journal of Early Modern History. v. 21, p. 565-593, 2017.

PAIVA, José Pedro. Baluartes da fé e da disciplina: o enlace entre a Inquisição e os bispos em Portugal (1536-1750). Coimbra: Universidade de Coimbra, 2013.

PALOMO, Federico. Disciplina christiana: apuntes historiográficos em torno a la disciplina el disciplinamento social. Cuadernos de Historia Moderna, vol. 18, Servicio de Publicaciones. Universidad Complutense. Madrid, 1997.

PALOMO, Federico. A contra-reforma em Portugal: 1540-1700. Lisboa: Horizonte, 2006.

PEREZ, Rosa Maria. O tulsi e a cruz: antropologia e colonialismo em Goa. Lisboa: Temas e Debates, 2006.

RIBAS, Rogério de Oliveira. Filhos de Mafoma: mouriscos, cripto islamismo e Inquisição no Portugal Quinhentista. Tese (Doutorado em História) – Universidade de Lisboa. Lisboa, 2004.

PRODI, Paolo. Disciplina dell’anima, disciplina del corpo e disciplina dela società tra medioevo ed età moderna. Bologna: Il Mulino, 1994.

RODRIGUES, Luis Rui. Os processos de confessionalização e sua importância para a compreensão da história do Ocidente na primeira modernidade (1530-1650). In: Tempo, vol. 23, n. 1, 2017. p. 2-21.

ROWLAND, Robert. Cristãos-novos, marranos e judeus no espelho da Inquisição. In: Topoi, v. 11, n. 20, jan.-jun. 2010, p. 172-188.

SANTOS, Catarina Madeira dos. Goa é a chave de toda a Índia: perfil político da capital do Estado da Índia – 1505-1570. Lisboa: CNPCD, 1999.

SINGHVI, L. M. Report of the high level committee on the Indian Diaspora. Nova Déli: Ministry of External Affairs, 2000. p. 89 – 109.

SOUZA, Teotónio. Medieval Goa: a socioeconomic history. Nova Déli: Concept, 1979.

SUBRAHMANYAM, Sanjay. O Império asiático português (1500-1700): uma história política e económica. Linda-a-velha: DIFEL, 1995.

TAVARES, Célia Cristina. A Cristandade Insular: Jesuítas e Inquisidores em Goa (1540-1682). 229 p. Tese (Doutorado em História Social) – UFF. Niterói, 2002.

TAVIM, José Alberto Rodrigues da Silva. Os judeus e a expansão portuguesa na Índia durante o século XVI: o exemplo de Isaac do Cairo. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian. In: Arquivos do Centro Cultural Calouste Gulbenkian, p. 137-260, 1994.

THOMAZ, Luís Filipe. De Ceuta a Timor. Lisboa: Difel, 1998.

XAVIER, Ângela Barreto. De converso a novamente convertido: identidade política e alteridade no Reino e no Império. Cultura, vol. 22., p. 245-267, 2006.

______. A invenção de Goa: poder imperial e conversões culturais nos séculos XVI e XVII. Lisboa: ICS, 2008.
Publicado
2020-02-29
Visualizações
  • Artigo 139
  • PDF 105
Como Citar
Tonon da Silva, L. (2020). Cristianização e Inquisição em Goa: a confessionalização portuguesa e católica no Estado da Índia no século XVI. Escritas Do Tempo, 1(3), 35-78. Recuperado de https://periodicos.unifesspa.edu.br/index.php/escritasdotempo/article/view/1189