A abordagem da temática indígena e da História da África nos livros didáticos: uma experiência na formação docente

Palavras-chave: livros didáticos, África, Indígenas, ensino de história

Resumo

Os livros didáticos são o meio mais utilizado pelos professores de História, mesmo com o uso crescente da internet. Desde 2003 e 2008 existe a obrigatoriedade do ensino da História da África e da temática indígena, mas tais assuntos ainda não são tão demonstrados e problematizados nos livros didáticos, embora já se encontrem modificações importantes. Nos cursos de licenciatura em História, a África e os nativos do Brasil são estudados em um ou dois semestres, o que acreditamos ser pouco tempo para professores em formação. Uma saída para tal limite, seria a prática de oficinas utilizando os livros didáticos para refletir sobre a abordagem da História da África, da diversidade da experiência do negro no Brasil e da temática indígena. Este artigo objetiva demonstrar experiências realizadas em oficinas com livros didáticos e elaboração de aulas em cursos de licenciatura em História no Rio de Janeiro e Minas Gerais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ingrid Silva de Oliveira Leite, Universidade Federal de São João del Rei
Professora adjunta de História da África, Educação e Relações Étnico-raciais da Universidade Federal São João del Rei (UFSJ). É professora colaboradora do Programa de Pós-graduação em História da UFSJ e coordenadora da área de História do PIBID na mesma instituição. Possui experiência em temas referentes às sociedades africanas e à presença política, militar e religiosa de europeus no continente africano durante os séculos XVII e XVIII. Possui graduação e licenciatura em História pela UFRJ (2007), especialização em História da África e do Negro no Brasil pela UCAM e mestrado em história no Programa de Pós-graduação em História da UFRRJ (2011). Seus estudos de doutorado foram realizados no Programa de Pós-graduação em História da UFF (2015). Realizou atividades de pós-doutorado no Instituto Multidisciplinar da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, na área de História da África.

Referências

ABREU, Martha; SOIHET, Raquel. Ensino de História: conceitos, temáticas e metodologias. Rio de Janeiro: Casa da Palavra, 2003.
ABUD, Katia. Currículos de história e políticas públicas: os programas de História do Brasil na escola secundária. In: BITTENCOURT, Circe (Org.). O saber histórico na sala de aula. São Paulo: Contexto, 2009.
BERGAMASCHI, M. Aparecida; GOMES, Luana. A temática indígena na escola: ensaios de educação intercultural. Currículo sem Fronteira. v.12, n.1, p. 53-69, jan/abr. 2012.
BITTENCOURT, Circe M. F. Ensino de História: fundamentos e métodos. São Paulo: Cortez, 2005.
BITTENCOURT, Circe. Livros didáticos entre textos e imagens. In: BITTENCOURT, Circe (Org.). O saber histórico na sala de aula. São Paulo: Contexto, 2009.
BRUTER, Annie. Entre rhétorique et politique: l’histoire dans les colléges jésuites au XVII e siecle. Histoire d'Education. Paris, n. 74, p. 59-88, mai. 1997.
CANDAU, Vera Maria (Org.). Educação intercultural na América Latina: entre concepções, tensões e propostas. Rio de Janeiro: 7 Letras, 2009
CAVALCANTI, Erinaldo. História, ensino de história e livro didático: a formação docente em debate. Sæculum-revistadehistória. João Pessoa, n° 38, p.1-12, jan./ jun. 2018.
CHOPPIN, Alain. História dos livros e das edições didáticas: sobre o estado da arte. Educação e Pesquisa. São Paulo, v. 30, n°. 3, p. 549-566, set./dez. 2004.
COELHO, Mauro Cezar. As populações indígenas no livro didático, ou a construção de um agente histórico ausente, 2007. Disponível em: http://anped.org.br/biblioteca/item/populacoes-indigenas-no-livro-didatico-ou-construcao-de-um-gente-historico-ausente. Acesso em: 15 mai. 2018.
COSTA, WARLEY. Olhares sobre as Imagens da Escravidão Africana Dos pintores viajantes aos livros didáticos de história do ensino fundamental. Acervo. Rio de Janeiro, v. 18, n° 1-2, p. 147-160, jan/dez. 2005.
FONSECA, Selva Guimarães. Didática e prática de ensino de História. Experiências, reflexões e aprendizados. Campinas, SP: Papirus, 2003.
FONSECA, Thais Nivia de Lima e. História e ensino de história. Belo Horizonte: Autêntica, 2016.
GANDRA, Edgar Ávila; NOBRE, Felipe Nunes. A temática indígena no ensino de História do Brasil: uma análise da coleção didática Projeto Araribá (2008-2013). Revista do Lhiste – Laboratório de Ensino de História e Educação. v. 1, n° 1, p. 40-57, jul-dez. 2014.
GRUPIONI, Luís Donizete. Livros didáticos e fontes de informações sobre as sociedades indígenas. In: SILVA, Aracy Lopes; GRUPIONI, Luís Donizete (Orgs.). A temática indígena na escola: novos subsídios para professores de 1º e 2º graus. Brasília: MEC/MARI/UNESCO, 1995.
HENRIQUES, Isabel Castro. De escravos a indígenas: o longo processo de instrumentalização dos africanos (séculos XV-XX). Lisboa: Caleidoscópio, 2019
JOSÉ DA SILVA, Giovani; COSTA, Anna Maria Ribeiro Fernandes Moreira da. Histórias e culturas indígenas na Educação Básica. Belo Horizonte: Autêntica, 2018.
LIMA, Monica. Fazendo soar os tambores: o ensino de História da África e dos Africanos no Brasil. Cadernos PENESB, v. 1, p. 159-173, 2000.
LIMA, Monica. História da África: temas e questões para a sala de aula. Cadernos PENESB. Rio de Janeiro/ Niterói, v. 1, p. 68-101, 2006.
MELIÁ, Bartomeu. Educação indígena na escola. Cadernos Cedes. nº 49, p. 11-17. dez. 1999.
MINNER, Horace. Ritos corporais entre os Sonacirema. In: ROONEY, A.K.; VORE, P.L. You and the others: readings in introductory Anthropology. Cambridge: Erlich, 1976.
MONTEIRO, Ana Maria. Professores de História: entre práticas e saberes. Rio de Janeiro: Mauad X, 2007.
MONTEIRO, John Manuel. Negros da terra: índios e bandeirantes nas origens de São Paulo. São Paulo: Companhia das Letras, 1994.
NÓVOA. A. Formação contínua de professores: realidades e perspectivas. Aveiro: Universidade de Aveiro, 1991.
OLIVA, Anderson Ribeiro. Entre máscaras e espelhos: reflexões sobre a Identidade e o ensino de História da África nas escolas brasileiras. Revista História Hoje, v. 1, p. 29-44, 2012.
ROCHA, H. A. B. MAGALHAES, M. de S. GONTIJO, R. A escrita da história escolar: memória e historiografia. Rio de Janeiro: FGV, 2009.
SCHMIDT, Maria Auxiliadora Moreira dos Santos. Manuais de didática da história destinados à formação de professores e a constituição do código disciplinar da história no Brasil: 1935-1952. História. v.30, n.2, p.126-143, 2011.
SOUZA, Marina de Mello e. Um continente no currículo. Revista de História. Rio de Janeiro. p. 72 – 75. nov. 2008. Disponível em: http://profmarcioramos.blogspot.com/2016/04/um-continente-no-curriculo.html. Acesso em: 15 dez. 2018.
ZAMBONI, Ernesta; BERGAMASCHI, Maria Aparecida. Povos indígenas e ensino de história: memória, movimento e educação. In: CONGRESSO DE LEITURA DO BRASIL, 2009, Campinas, 17° COLE. ALB, 2009. Disponível em: http://www.alb.com.br/anais17/txtcompletos/sem12/COLE_3908.pdf. Acesso em: 15 ago. 2019.
Publicado
2020-10-30
Visualizações
  • Artigo 46
  • PDF 24
Como Citar
Leite, I. (2020). A abordagem da temática indígena e da História da África nos livros didáticos: uma experiência na formação docente. Escritas Do Tempo, 2(5), 157-174. https://doi.org/10.47694/issn.2674-7758.v2.i5.2020.157174
Seção
v. 2 n. 5 (2020) Dossiê: Ensino de História, livro didático e formação docente