Entre um passado pioneiro e um destino de progresso: construção de um projeto político-intelectual no interior do Paraná

  • Fred Maciel Programa de Pós-Graduação Interdisciplinar Sociedade e Desenvolvimento - Universidade Estadual do Paraná/campus de Campo Mourão
  • Frank Antonio Mezzomo Universidade Estadual do Paraná/campus de Campo Mourão
Palavras-chave: Trajetórias biográficas, Teoria das elites, História dos intelectuais

Resumo

O artigo busca analisar ações político-intelectuais a partir da trajetória biográfica de Francisco Irineu Brzezinski, figura pública atuante no interior do Paraná nos anos de 1970/80. Com um corpus documental composto por entrevista, obras ensaísticas, pronunciamentos e artigos publicados na imprensa, atas, ofícios e projetos de lei produzidos pelo personagem, procuramos, a partir da teoria das elites e da história dos intelectuais, problematizar o que podemos chamar de um projeto intelectual de idealização histórica e um viés desenvolvimentista sobre as realidades de Campo Mourão e região.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fred Maciel, Programa de Pós-Graduação Interdisciplinar Sociedade e Desenvolvimento - Universidade Estadual do Paraná/campus de Campo Mourão
Doutor em História pela Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" (UNESP/campus Franca). Membro do Grupo de Pesquisa Intelectuais e Política nas Américas (IPA). Atualmente desenvolve pesquisa de pós-doutorado junto ao Programa de Pós-Graduação Interdisciplinar Sociedade e Desenvolvimento (PPGSeD) da Universidade Estadual do Paraná (UNESPAR/campus Campo Mourão) com financiamento da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (PNPD/CAPES).
Frank Antonio Mezzomo, Universidade Estadual do Paraná/campus de Campo Mourão
Doutor em História Cultural (UFSC). Professor do Programa de Pós-Graduação em História Pública e do Programa Interdisciplinar Sociedade e Desenvolvimento da Universidade Estadual do Paraná (Unespar/Campo Mourão).

Referências

Fontes
ACADEMIA MOURÃOENSE DE LETRAS. Livro de atas. Campo Mourão: [s.n.], 2002.

BRZEZINSKI, Francisco Irineu. A futura capital. Curitiba: Juruá, 1975.

______. A nossa Campo Mourão. In: SARTORI, Rubens Luiz (org.). Compêndio da Academia Mourãoense de Letras. Campo Mourão: Editora Unespar/Fecilcam, 2004, p. 29-38.

______. Crônicas contos e afinal o meu ponto de vista. In: OLIVEIRA, Amani Spachinski (org.). Coletânea Membros da Academia Mourãoense de Letras de Campo Mourão. Campo Mourão: Editora Sisgraf, 2005, p. 10-14.

CÂMARA DOS DEPUTADOS. Projeto de Lei n. 4053 de 1984 (do Sr. Irineu Brzezinski). Disponível em: . Acesso em: 25 jun. 2020.

______. Projeto de Lei Complementar n. 275 de 1985 (do Sr. Irineu Brzezinski). Disponível em: . Acesso em: 25 jun. 2020.

CÂMARA MUNICIPAL DE CAMPO MOURÃO. Livro de atas. Campo Mourão: [s.n.], 1973-1976.

______. Livro de proposições. Campo Mourão: [s.n.], 1973-1974.

MELLO, Nelci Veiga. Discurso – “Família Brzezinski” - Lançamento Livro: “Juris Interessantes - Coisas Extravagantes”. Campo Mourão: Academia Mourãoense de Letras, 2013.

SANTOS JÚNIOR, Jair Elias dos; VEIGA, Pedro da. Oratórias históricas. Campo Mourão: Gráfica Mourão, 2009.

Referências bibliográficas
ABREU, Alzira Alves et al. (orgs.). Dicionário Histórico-Biográfico Brasileiro: pós-1930. Rio de Janeiro: FGV, 2001.

AGULHON, Maurice. 1848: o aprendizado da República. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1991.

ALMOND, Gabriel; VERBA, Sidney. The civic culture: political attitudes and democracy in five nations. New York: Sage, 1989.

ALTAMIRANO, Carlos (org.). Historia de los intelectuales en América Latina. Buenos Aires: Katz Editores, Vol. I, 2008.

ARRUDA, Gilmar. Cidades e sertões: entre a história e a memória. Bauru: Edusc, 2000.

AVELAR, Alexandre de Sá; SCHMDIT, Benito Bisso (org.). O que pode a biografia. São Paulo: Letra e Voz, 2018.

BERNARDES, Lysia Maria Cavalcanti. O problema das “frentes pioneiras” no Estado do Paraná. Revista Brasileira de Geografia, v. 15, n. 3, p. 3-52, jul.-set. 1953.

BOBBIO, Norberto. Os intelectuais e o poder. São Paulo: Editora Unesp, 1997.

______. Teoria das elites. In: BOBBIO, Norberto; MATTEUCI, Nicola; PASQUINO, Gianfranco. Dicionário de política. Vol. 1. Brasília: Editora UnB, 1998, p. 385-391.

CAMARGO, Geraldo Leão Veiga de. Paranismo: arte, ideologia e relações sociais no Paraná (1853-1953). Tese (Doutorado em História). Curitiba: UFPR, 2007.

CARVALHO, Ely Bergo de; NODARI, Eunice Sueli. A civilização e a barbárie nos jornais: o imaginário do verde em cidades de fronteira agrícola no Paraná (1954/2000). Fênix, v. 5, n. 2, p. 1-19, 2008.

CASTRO NETTO, David Antônio de. Ditadura militar, propaganda e otimismo no Brasil dos anos 1970. Revista Trilhas da História, v. 8, n. 16, p. 72-96, jan./jul. 2019a.

______. As agências de propaganda, o golpe e a ditadura militar brasileira. Revista Eco, v. 22, p. 112-137, 2019b.

FICO, Carlos. Reinventando o otimismo: ditadura, propaganda e imaginário social no Brasil. Rio de Janeiro: Editora Fundação Getúlio Vargas, 1997.

GILMAN, Claudia. Entre la pluma y el fusil. Debates y dilemas del escritor revolucionario en América Latina. Buenos Aires: Siglo XXI Editores, 2003.

GRYNSZPAN, Mario. Ciência política e trajetórias sociais: uma sociologia histórica da teoria das elites. Rio de Janeiro: FGV, 1999.

HAHN, Fábio André; BALLER, Leandro. Um olhar sobre a fronteira: os relatos do sertanista Edmundo Alberto Mercer. Revista Tempo, Espaço e Linguagem, v. 8, n. 1, p. 83-102, 2017.

HEINZ, Flavio M. (org.). História social de elites. São Leopoldo: Oikos, 2011.

HESPANHOL, Antonio Nivaldo. A formação sócio-espacial da região de Campo Mourão e dos municípios de Ubiratã, Campina da Lagoa e Nova Cantu - PR. Boletim de Geografia, v. 11, n. 1, p. 17-28, dez. 1993.

HOBSBAWM, Eric; RANGER, Terence (orgs.). A invenção das tradições. São Paulo: Paz e Terra, 2008.

HOFMEISTER, William. Apresentação. In: MANSILLA, Hugo et al. Os intelectuais e a política na América Latina. Rio de Janeiro: Fundação Konrad Adenauer, 2004, p. 7-12.

LORIGA, Sabina. O pequeno x: da biografia à história. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2011.

MARTINS, Wilson. Um Brasil diferente: ensaio sobre o fenômeno de aculturação no Paraná. São Paulo: Anhembi, 1955.

MEZZOMO, Frank Antonio. Religião, nomos e eu-topia: práxis do catolicismo no oeste do Paraná. Cascavel: Edunioeste, 2002.

MICELI, Sergio. Intelectuais à brasileira. São Paulo, Companhia das Letras, 2001.

MICHELS, Robert. Sociologia dos partidos políticos. Brasília: Editora UnB, 1982.

MOSCA, Gaetano. La classe política. México: Fondo de Cultura Económica, 1992.

MOTA, Lúcio Tadeu. Campo Mourão: os territórios do cacique Kuaracibera dos Guarani, ou os Pahy-ke-rê dos Kaingang, ou os Campos do Mourão dos conquistadores portugueses. In: MEZZOMO, Frank Antonio; PÁTARO, Cristina Satiê de Oliveira; HAHN, Fábio André (orgs.). Constituição de territórios paranaenses. Campo Mourão: Fecilcam, 2012, p. 105-143.

MOTA, Lúcio Tadeu; NOVAK, Éder da Silva. Os Kaingang do vale do rio Ivaí: pré-história e relações interculturais. Maringá: Eduem, 2008.

OLIVEIRA, Ricardo Costa de. O silêncio dos vencedores: genealogia, classe dominante e Estado do Paraná. Curitiba: Moinho do Verbo, 2001.

ONOFRE, Gisele Ramos; SERRA, Elpídio. A colonização de Campo Mourão - Paraná: os conflitos rurais e os primeiros mecanismos de acesso à terra. In: Anais do X Encontro de Geógrafos da América Latina, São Paulo, 2005, p. 10954-10968.

PARETO, Vilfredo. Vilfredo Pareto: sociologia. São Paulo: Ática, 1984.

PÉCAUT, Daniel. Os intelectuais e a política no Brasil: entre o povo e a nação. São Paulo: Ática, 1990.

PEREIRA, Luís Fernando Lopes. Paranismo: o Paraná inventado. Curitiba: Aos Quatro ventos, 1998.

PERISSINOTTO, Renato; CODATO, Adriano; FUKS, Mario; BRAGA, Sérgio Soares (orgs.). Quem governa? Um estudo das elites políticas do Paraná. Curitiba: Editora UFPR, 2007.

PRIORI, Angelo et al. História do Paraná: séculos XIX e XX. Maringá: Eduem, 2012.

RIBEIRO, Ednaldo Aparecido; BOLOGNESI, Bruno. As elites paranaenses e a democracia: explorando a estrutura dimensional e os determinantes dos seus valores e atitudes políticas. Revista TOMO, ano X, n. 12, p. 83-110, 2008.

SANTOS JÚNIOR, Jair Elias dos. Roberto Brzezinski: semeador de esperança. Curitiba: Edição do autor, 2011.

______. Campo Mourão: a construção de uma cidade. Campo Mourão: Midiograf, 2018.

SCHWARCZ, Lilia Moritz. Biografia como gênero e problema. História Social, n. 24, p. 51-73, jan./jun. 2013.

SERRA, Elpídio. Processos de ocupação e a luta pela terra agrícola no Paraná. Tese (Doutorado em Geografia) – Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, Rio Claro, 1991.

______. Os primeiros processos de ocupação da terra e a organização pioneira do espaço agrário no Paraná. Boletim de Geografia, v. 10, n. 1, p. 61-94, 1992.

SINTRACOOP. Ranking ACI confirma: COAMO é a maior cooperativa agrícola da América Latina. Publicado em 28 jan. 2020. Disponível em: . Acesso em: 26 jun. 2020.

SIRINELLI, Jean-François. Os intelectuais. In: REMÓND, René (org.). Por uma história política. Rio de Janeiro: UFRJ/FGV, 2003, p. 231-269.

VEIGA, Pedro da. Campo Mourão: centro do progresso. Maringá: Bertoni, 1999.

YOKOO, Edson Noriyuki. Processo da dinâmica das frentes de ocupação territorial e da paisagem agrária na mesorregião centro-ocidental paranaense. Tese (Doutorado em Geografia) – Universidade Estadual de Maringá, Maringá, 2013.

WEBER, Astor; PAGLIARINI JUNIOR, Jorge. Narrativas sobre a ação do Estado na história da colonização de Campo Mourão (1900-1950). Fronteiras, v. 21, n. 37, p. 58-80, jan./jun. 2019.

WEBER, Max. Ensaios de sociologia. Rio de Janeiro: LTC, 2008.
Publicado
2021-04-30
Visualizações
  • Artigo 93
  • PDF 16
Como Citar
Maciel, F., & Mezzomo, F. (2021). Entre um passado pioneiro e um destino de progresso: construção de um projeto político-intelectual no interior do Paraná. Escritas Do Tempo, 3(7), 211-238. https://doi.org/10.47694/issn.2674-7758.v3.i7.2021.211238