A evangelização dos “bárbaros da floresta”: D. José Afonso e a cristianização dos índios na diocese do Pará (1844-1857)

Palavras-chave: D. José. Índios. Amazônia.

Resumo

Apesar de olhar para os indígenas como serem selvagens, já que não se encaixavam dentro dos ditames da civilização cristã, o bispo do Pará, D. José Afonso, achava imprescindível ensiná-los o caminho da salvação católica. O escopo do presente artigo é analisar como o bispo se desdobrou para participar da evangelização dos índios, a partir do prisma da ortodoxia católica, em sua diocese durante os anos de 1844 a 1857, esbarrando nos limites impostos pelo poder civil, mas buscando driblar isso com certa habilidade para não fugir de seu fito. Para isso, foi imprescindível o uso de documentos contendo discursos da Igreja e do Estado – jornais, livros, relatórios de presidente da província –, para extrair os elementos que possibilitaram perceber as medidas de D. José com os índios e como ele lidava com estes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Allan Azevedo Andrade, Universidade Federal do Pará
Doutorando pelo Programa de Pós-graduação em História Social da Amazônia (UFPA), mestre em História Social da Amazônia (2017). Professor da Secretaria Estadual de Educação.

Referências

ANDRADE, Allan. Entre a Igreja e o Estado: atribuições e atribulações de um bispo ultramontano na Amazônia (1844-1857). Dissertação (Mestrado em História), Universidade Federal do Pará – UFPA, Belém, 2017.

AZZI, Riolando. “D. José Afonso de Moraes Torres, ex lazarista no bispado do Pará”. Revista Convergência, p. 177-192, 1982.

CUNHA, Manuela Carneiro da. Política Indigenista No Século XIX. In: Maria Manuela Ligeti Carneiro da Cunha. (Org.). História dos Índios no Brasil. São Paulo: Cia. das Letras, 2002.

FARIA, Raymundo Correa de. Compendio da Lingua Brazilica. Pará, Typ. de Santos & Filho, 1858.

FRAGOSO, Hugo. “A igreja e os índios (1875-1889)”. In: HOORNAERT, Eduardo (Org.). História da Igreja no Brasil: ensaio de interpretação a partir de um povo – segunda época. Tomo II/2. 4. Ed. Petrópolis: Vozes; 1992.

GOMES, Edgar da Silva. A Dança Dos Poderes: uma História Da Separação Estado-Igreja No Brasil. São Paulo: D'escrever: 2009.

GOMES FILHO, Robson Rodrigues. Os missionários redentoristas alemães e as expectativas de progresso e modernização em Goiás (Brasil, 1894-1930). Tese (Doutorado em História), Universidade Federal Fluminense, Rio de Janeiro, RJ 2018.

GINZBURG, Carlo. O fio e os rastros. Verdadeiro, falso, fictício. São Paulo: Companhia das Letras: 2007.

HENRIQUE, Márcio Couto. Presente de branco: a perspectiva indígena dos brindes da civilização (Amazônia, século XIX). Revista Brasileira de História (impresso). v. 35, p. 195-216. 2017.

______. “Sem Vieira, nem Pombal: memória jesuítica e as missões religiosas na Amazônia do século XIX”. Asas da Palavra (UNAMA), v. 10, Belém, p. 209-233, 2007.

HENRIQUE, Márcio Couto. “Sobre a (in)visibilidade dos índios da Amazônia (século XIX)”. In: Magda Maria de Oliveira Ricci; Maria de Nazaré Sarges. (Org.). Os oitocentos na Amazônia: política, trabalho e cultura. 1ed.Belém: Açaí; 2013.

JORNAL TREZE DE MAIO. Belém, 11 de junho de 1845. Fundação Tancredo Neves (Centur).

JORNAL TREZE DE MAIO. Belém, 22 de agosto de 1846. Fundação Tancredo Neves (Centur).

JORNAL VOZ DE NAZARÉ. Belém, 21 de maio de 1978. Cúria Metropolitana (Arquidiocese de Belém)
JORNAL VOZ DE NAZARÉ. Belém, 25 de junho de 1978. Cúria Metropolitana (Arquidiocese de Belém)

JORNAL VOZ DE NAZARÉ. Belém, 16 de julho de 1978. Cúria Metropolitana (Arquidiocese de Belém)

JORNAL VOZ DE NAZARÉ. Belém, 23 de julho de 1978. Cúria Metropolitana (Arquidiocese de Belém)

JORNAL VOZ DE NAZARÉ. Belém, 08 de outubro de 1978. Cúria Metropolitana (Arquidiocese de Belém)

JORNAL VOZ DE NAZARÉ. Belém, 20 de agosto de 1978. Cúria Metropolitana (Arquidiocese de Belém)

LIVRO DAS ACTAS DA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA PROVINCIAL DO PARÁ. Belém, 01 de outubro de 1846.

LIVRO DAS ACTAS DA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA PROVINCIAL DO PARÁ. Belém, 02 de outubro de 1846.

MACIEL, Elisângela S. Igreja de Manaus, porção da Igreja Universal: a Diocese de Manaus vivenciando a romanização (1892-1926). 1. ed. Manaus: Editora Valer: 2014.

MANOEL, Ivan Aparecido. O pêndulo da História. Tempo e eternidade no pensamento Católico (1800-1960). Maringá: Eduem: 2004.

NEVES, Fernando Arthur de Freitas. Romualdo, José e Antônio: Bispos na Amazônia do oitocentos. 1. Ed. Belém: Editora da UFPA: 2015.

OLIVEIRA, G. S. Aspectos do ultramontanismo oitocentista: Antônio Ferreira Viçoso e a Congregação da Missão em Portugal e no Brasil (1811-1875). Tese (Doutorado em História), Universidade Estadual de Campinas, Campinas, SP, 2015.

RELATÓRIOS DOS PRESIDENTES DA PROVÍNCIA DO AMAZONAS (1851 a 1858). Disponíveis em: http://www.crl.edu/brazil.

RELATÓRIOS DOS PRESIDENTES DA PROVÍNCIA DO PARÁ (1844 a 1858). Disponíveis em: http://www.crl.edu/brazil.

RICCI, Magda. Cabanagem, cidadania e identidade revolucionária: o problema do patriotismo na Amazônia entre 1835 e 1840. Tempo, Niterói, vol.11, n.22, pp.5-30, 2007.

SULIMAN, Sara. “Os índios Munduruku e o zeloso capuchinho no rio Tapajós (Pará, 1848-1854)”. In: XXVII Simpósio Nacional de História - ANPUH, 2013, Natal - RN. XXVII Simpósio Nacional de História - ANPUH - Conhecimento Histórico e Diálogo Social, 2013. (Anais Eletrônicos).
Publicado
2020-02-29
Visualizações
  • Artigo 114
  • PDF 69
Como Citar
Andrade, A. (2020). A evangelização dos “bárbaros da floresta”: D. José Afonso e a cristianização dos índios na diocese do Pará (1844-1857). Escritas Do Tempo, 1(3), 159-176. https://doi.org/10.47694/issn.2674-7758.v1.i3.20192020.159176