Considerações acerca das vivências de uma professora nordestina

Palavras-chave: História de vida, Identidade Feminina, Mulheres

Resumo

O presente artigo objetivou visibilizar as experiências temporais de uma mulher que, distante do padrão das “grandes personagens históricas”, pertence às margens. Para isso, utilizou-se da entrevista, técnica presente na metodologia de pesquisa da História Oral, enquanto meio de obtenção da matéria prima desse trabalho: o relato de uma mulher que constitui mais do que uma fonte, demonstra-se como auto expressão de uma vida feminina, assim como suas formas de existência e resistências. Mais do que simplesmente uma transcrição de informações, esse texto contém análises e considerações acerca da identidade feminina constituída e reconstituída em cada temporalidade. Pretende-se com as considerações aqui realizadas contribuir para a visibilização das mulheres das fronteiras sociais que oscilam entre a visibilidade (oriunda de suas lutas) e os apagamentos (resultantes de generalizações e da falta de representatividade nas produções acadêmicas e historiográficas).

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

FONTE ORAL

Entrevista gravada realizada em 20 de Março de 2019 com a professora de Língua Portuguesa Lucinalva Rego Ribeiro na cidade de Balsas - MA.

Bibliografia

AKOTIRENE, Carla. Cruzando o Atlântico em memória da interseccionalidade. In: O que é Interseccionalidade? Belo Horizonte: Letramento/Justificando, 2018. p. 11-50.
ALBERTI, Verena. Ouvir contar: textos em história oral. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2004.
CANDAU, Jöel. Da mnemogênese à memogênese. In: Memória e Identidade. São Paulo: Contexto, 2011. p. 59-82.
HALL, Stuart. Quem precisa de identidade?. Tradução de Tomaz Tadeu Silva. In: SILVA, Tomaz Tadeu da. (org.); HALL, Stuart; WOOODWARD, Kathryn. Identidade e Diferença. A perspectiva dos estudos culturais. Petrópolis: Editora Vozes, [1996] 2000. p. 103-133.
HOOKS, Bell. Intelectuais Negras. Revista Estudos Feministas, Florianópolis, v. 3, n. 2, p. 464-478, jan. 1995.
MATOS, Maria Izilda; BORELLI, Andrea. Espaço feminino no mercado produtivo. In: PEDRO, Joana Maria; PINSKY, Carla Bassanezi (orgs). Nova História das Mulheres no Brasil. São Paulo: Contexto, 2013. p. 126-147.
OYEWUMI, Oyeronké. Conceitualizando gênero: a fundação eurocêntrica de conceitos feministas e o desafio das epistemologias africanas. In: COSTA, Jeaze Bernardino; GROSFOGUEL, Ramón. (orgs.). Decolonialidade e pensamento afrodiaspórico. Belo Horizonte: Autêntica, 2018 (Coleção Cultura Negra e Identidade). p 171-182.
PERROT, Michelle. Minha História das Mulheres. 2. ed. 6º reimpressão. São Paulo: Contexto, 2019.
PINSKY, Carla Bassanezi. A Era dos Modelos Flexíveis. In: PEDRO, Joana Maria; PINSKY, Carla Bassanezi (orgs.). Nova História das Mulheres no Brasil. São Paulo: Contexto, 2013. p. 513-543.
POLLAK, Michael. Memória e Identidade Social. Estudos históricos. Rio de Janeiro, v. 5, n. 10, p. 200-212, 1992.
PORTELLI, Alessandro. A entrevista de história oral e suas representações literárias. In: Ensaios de História Oral. São Paulo: Letra e voz, 2010. p. 209-230.
RAGO, Margareth. Autobiografias, gênero e escrita de si nos bastidores da pesquisa. In: AVELAR, Alexandre de Sá; SCHIMIDT, Benito Bisso (orgs.). O que pode a biografia. São Paulo (SP): Letra e Voz, 2018. p. 205-222.
RIBEIRO, Lucinalva Rego. Entrevista com a professora de Língua Portuguesa Lucinalva Rego Ribeiro. FONTE ORAL: Entrevista gravada concedida à Priscila Cabral de Sousa em 20 de Março de 2019. Balsas – MA: 2019.
RÜSEN, Jörn. Converter tempo em sentido: ensaios de uma tipologia de formações de sentido temporais. In: Cultura faz sentido: orientações entre o ontem e o amanhã. Petrópolis. RJ: Vozes, 2014. p. 253-301.
SAQUET, Marcos Aurelio. Por uma Abordagem Territorial. In.: SAQUET, Marcos Aurelio; SPOSITO, Eliseu Savério. (orgs.). Territórios e Territorialidades: teorias, processos e conflitos. São Paulo: Expressão Popular; UNESP: Programa de Pós-Graduação em Geografia, 2008. p. 73-94.
STREY, Marlene Neves. Vida de mulher: isto dá muitas histórias. In: STREY, Marlene Neves; PIASON, Aline da Silva; JULIO, Ana Maria dos Santos (orgs.). Vida de Mulher: gênero, sexualidade e Etnia. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2011. p. 15-34.
Publicado
2020-06-30
Visualizações
  • Artigo 88
  • PDF 50
Como Citar
de Sousa, P., & Caixeta, V. (2020). Considerações acerca das vivências de uma professora nordestina. Escritas Do Tempo, 2(4), 207-221. Recuperado de https://periodicos.unifesspa.edu.br/index.php/escritasdotempo/article/view/1217
Seção
v. 2 n. 4 (2020): Dossiê - Biografias e Trajetórias: vidas por escrito