Narrativas em três tempos: biografias em Octávio Tarquínio de Souza, Raimundo Magalhães Júnior e Ruy Castro

Palavras-chave: Biografia, Octávio Tarquínio de Souza, Raimundo Magalhães Júnior, Ruy Castro

Resumo

Este trabalho pretende analisar a produção literária de três biógrafos brasileiros, de três períodos distintos entre os séculos XX e XXI, que encontraram sucesso e reconhecimento enquanto autores e que também já foram objeto de reflexão e análise: Octávio Tarquínio de Souza (1889-1959), Raimundo Magalhães Júnior (1907-1981) e Ruy Castro (1948-    ). O artigo enfoca algumas questões que permeiam o campo biográfico, como suas características estruturais, as relações inevitáveis entre o gênero na interface entre literatura e história, as tensões internas do gênero no século XX e início do XXI, as questões apesentadas na produção de cada um dos biógrafos escolhidos, e desdobramentos, rupturas, confluências, similitudes e diferenças entre eles. A abordagem sobre narrativas biográficas construídas em três momentos distintos permite discutir características que permeiam os tipos e as formas de texto e perspectiva dos biógrafos referenciados. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Manoel Messias Alves de Oliveira, Faculdade de Ciências e Letras de Assis - Unesp/Assis
Graduado em História pela Faculdade de Ciências e Letras de Assis - FCL/UNESP/Assis (2015 - 2018). Atualmente é bolsista de Mestrado Acadêmico Capes pelo Programa de Pós-Graduação em História da Faculdade de Ciências e Letras de Assis - FCL/UNESP/Assis (2019-2021), se comprometendo a estudar as narrativas lítero-musicais do jornalista, biógrafo e escritor Ruy Castro enquanto produções de memória. Desenvolveu Projeto de Pesquisa com bolsa de Iniciação Científica na área de História do Brasil, atuando nos seguintes temas: Biografia e Memória, Linguagem e Narrativa e Música Popular. É integrante do MEMENTO - Grupo de Pesquisa de Memórias, Trajetórias e Biografias, certificado no CNPq. Possui interesse em História Intelectual, História Cultural, História do Brasil, História da Música, (auto) Biografia e Memória e Linguagem e Narrativa.
Wilton Carlos Lima da Silva, Faculdade de Ciências e Letras de Assis - Unesp/Assis
Mestre em Sociologia pela Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP (1993) e Doutor em História pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Campus de Assis (2000) e Livre-Docente em Metodologia da Pesquisa Histórica, também pela UNESP, Campus de Assis (2013). Realizou estágio de pesquisa sobre Biografias na Historiografia Portuguesa, no CEIS20 (Centro de Estudos Interdisciplinares do Século XX), da Universidade de Coimbra, em Portugal (2010) e sobre Autobiografia de Docentes, na Universidade de Sevilha, com Bolsa do Programa "Movilidad de Profesores e Investigadores Brasil-España" (2015-2016), da Fundación Carolina. Foi Professor Visitante na Universidade de Brasília (UnB) (2018) e na Escuela Nacional de Estudios Superiores, da Universidade Nacional Autônoma do México (UNAM), em Morélia (2019) e fez Pós-Doutorado na área de História, sobre Memoriais Acadêmicos como Autobiografia Docente, na UNICAMP (2015-2016). É Professor Associado da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Campus de Assis, coordenador do MEMENTO - Grupo de Pesquisa de Memórias, Trajetórias e Biografias. Foi Vice-Presidente da ANPUH-SP (Associação Nacional de História, Seção São Paulo), na gestão 2014-2016. Tem experiência na área de Antropologia Cultural e História do Brasil, atuando principalmente nos seguintes temas: (auto)biografia e memória, linguagem e narrativa, instituições e história intelectual. Entre aulas, pesquisas e orientações tem buscado manter-se um professor amador e um aprendiz profissional.

Referências

ANDERSON, Perry. Trajetos de uma forma literária. Novos Estudos (CEBRAP), São Paulo, n.77, p. 205-220, mar. 2007.
ANDRADE, Mariza Guerra. Anel encarnado: biografia e história em Raimundo Magalhães Junior. Belo Horizonte: Autêntica: 2013.
ARFUCH, Leonor. O espaço biográfico: dilemas da subjetividade contemporânea. Rio de Janeiro: UERJ: 2010.
BARTHES, Roland. O rumor da língua. São Paulo: Martins Fontes: 2004.
BRUCK, Mozahir Salomão. A denúncia da ilusão biográfica e a crença na reposição do real: o literário e o biográfico em Mário Cláudio e Ruy Castro. Tese (Doutorado em Literaturas de Língua Portuguesa), Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, Belo Horizonte, MG, 2008.
CASTRO, Ruy. A noite do meu bem: a história e as histórias do Samba-Canção. São Paulo: Companhia das letras: 2015.
CASTRO, Ruy. Carmem: uma biografia. São Paulo: Companhia das Letras: 2005.
CASTRO, Ruy. Chega de saudade: a história e as histórias da Bossa Nova. 3. ed. São Paulo: Companhia das Letras: 1990.
CASTRO, Ruy. O anjo pornográfico. São Paulo: Companhia das Letras: 1992.
DANTAS, San Tiago. Dois momentos de Rui Barbosa. Rio de Janeiro: Casa de Rui Barbosa: 1949.
DOSSE, François. A biografia, gênero impuro. In: DOSSE, François. O desafio biográfico: Escrever uma vida. 2. ed. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 2015. p. 55-122.
GOMES, Ângela de Castro. A República, a História e o IHGB. Belo Horizonte: Fino Traço: 2009.
GUIMARÃES, Lúcia Maria Paschoal. Da Escola Palatina ao Silogeu: Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro (1889-1938). Rio de Janeiro: Museu da República: 2007.
GONÇALVES, Márcia de Almeida. Em terreno movediço: biografia e história na obra de Octávio Tarquínio de Sousa. Rio de Janeiro: EdUERJ: 2009.
JAMESON, Fredric. O romance histórico ainda é possível? Novos Estudos (CEBRAP), São Paulo, n.77, p. 185-203, mar. 2007.
JOHNSON, Phil Brian. Up-tight about Ruy: an essay on Brazilian Cultural Nationalism and Mythology. Journal of Interamerican Studies and World Affairs, v. 15, n. 2, p. 191-204, may. 1973.
LUCAS, Fábio. Intérpretes da Vida Social. Belo Horizonte: Ed. IP / Governo de Minas Gerais: 1968.
MADELÉNAT, Daniel. La biographie. Paris: Presses Universitaires de France: 1984.
MAGALHÃES JUNIOR, Raimundo. A vida vertiginosa de João do Rio. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira: 1978.
MAGALHÃES JUNIOR, Raimundo. Machado de Assis, desconhecido. São Paulo: LISA – Livros Irradiantes S. A.: 1972.
MUNIZ JUNIOR, João. Biografia e história: panteonização e iconoclastia em narrativas de Raimundo Magalhães Junior. Dissertação (Mestrado em História e Sociedade) – Faculdade de Ciências e Letras de Assis – Universidade Estadual Paulista, Assis, SP, 2015.
NEVES, Guilherme Pereira das. Elétrons não são intrinsecamente interessantes como gente. In.: X Encontro Regional de História da ANPUH-RJ: História e Biografias, X, 2002, Rio de Janeiro. Anais... Rio de Janeiro: ANPUH-RJ, 2002. (Anais eletrônicos). Disponível em < www.rj.anpuh.org/Anais/2002/Conferencias/Neves%20Guilherme%20P%20N.doc >. Visitado em 15/02/2009.
OLIVEIRA, Maria da Glória. Escrever vidas, narrar a história: a biografia como problema historiográfico no Brasil oitocentista. Rio de Janeiro: Editora da FGV: 2011.
OLIVEIRA, Maria da Glória. Biografia e historia magistral vitae: sobre a exemplaridade das vidas ilustres no Brasil oitocentista. Anos 90, v.22, n.42, p.273-294, 2015.
SCHMIDT, Benito Bisso. Construindo Biografias... Historiadores e Jornalistas: Aproximações e Afastamentos. Estudos Históricos, Rio de Janeiro, v. 10, n. 19, p. 3-22, 1997.
SILVA, Wilton C. L. Rui Barbosa: mito, memória e esquecimento. Diálogos, Maringá, v. 16, p. 1111-1135, 2012.
SOUZA, Octávio Tarquínio de. Diogo Antônio Feijó. Rio de Janeiro: José Olympio, 1942. (Documentos Brasileiros v. 51).
TUCHMAN, Barbara W. A prática da História. Rio de Janeiro: José Olympio: 1991,
VIEIRA, Karine Moura. Biografismo: um fenômeno do jornalismo brasileiro. In: XIII Encontro Nacional de Pesquisadores em Jornalismo, XIII, 2015, Campo Grande. Anais... Campo Grande: SBPJor, 2015. (Anais eletrônicos). Disponível em < https://conferencias.unb.br/index.php/ENPJor/XIIIENPJor/paper/view/4717/1044 > Visitado em 10/02/2020.
Publicado
2020-06-30
Visualizações
  • Artigo 40
  • PDF 60
Como Citar
de Oliveira, M., & da Silva, W. (2020). Narrativas em três tempos: biografias em Octávio Tarquínio de Souza, Raimundo Magalhães Júnior e Ruy Castro. Escritas Do Tempo, 2(4), 37-61. Recuperado de https://periodicos.unifesspa.edu.br/index.php/escritasdotempo/article/view/1248
Seção
v. 2 n. 4 (2020): Dossiê - Biografias e Trajetórias: vidas por escrito