De Norte a Sul, a sombra do autoritarismo e do fascismo no passado e no presente: perspectivas sobre experiências limítrofes nos séculos XX e XXI

Palavras-chave: Nazismo, Fascismo, Holocausto

Resumo

A proposta de dossiê que apresentamos conjuntamente, numa parceria entre o Núcleo Brasileiro de Estudos de Nazismo e Holocausto (NEPAT) e o Núcleo de Pesquisa sobre Políticas de Memória (NUPPOME-UFPEL), pretende contribuir com a reflexão sobre os diferentes regimes de exceção e as violências que marcaram o século XX, assim como com a análise sobre seu impacto, suas permanências e reformulações no presente.

Apesar das dificuldades que enfrentamos nos últimos anos, marcados pela escassez de recursos para as universidades públicas e pelo negacionismo que desmotivam pesquisadoras e pesquisadores em todas as regiões do país, recebemos 14 artigos para serem avaliados. A todas e todos que enviaram seus artigos para o dossiê, fica aqui registrado o nosso agradecimento.

O resultado das urnas não resolverá todos os problemas que se acumularam no país e que se aprofundaram nos últimos anos, sobretudo devido à pandemia. A extrema direita e o fascismo não deixarão de existir de uma hora para outra. Não foi assim no passado, não será assim, agora, no tempo presente. Se o resultado das urnas não basta, que o conjunto de artigos publicados aqui nos sirva de alerta e nos mostre caminhos que poderemos percorrer se quisermos reduzir as chances de que o negacionismo avance.

Uma boa leitura a todas e todos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Visconti, Doutoranda em História na UFMG

Licenciada em História pela Universidade Federal de Minas Gerais (2014), com extensão universitária de um semestre na Universidade Friedrich-Alexander, em Erlangen-Nuremberg, Alemanha (2013). Mestre na linha de História e Culturas Políticas na Universidade Federal de Minas Gerais (2017). Doutoranda pela mesma instituição (início em 2018). É membro da Perpetrator Studies Network (Utrecht University-Holanda) e da Rede de investigação Direitas, História e Memória (DHM). É membro fundadora e coordenadora do Núcleo Brasileiro de Estudos sobre Nazismo e Holocausto (NEPAT) desde 2019. Atua na área de História Pública, com a produção de conteúdo de divulgação científica sobre nazismo e Holocausto nas redes sociais do NEPAT e no Podcast Desnazificando

Carlos Artur Gallo Cabrera, Universidade Federal de Pelotas

Doutor em Ciência Política pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul [UFRGS, Porto Alegre, 2016], com Estágio Doutoral realizado junto à Facultad de Ciencias Políticas y Sociología da Universidad Complutense de Madrid [UCM, Madri - Espanha, 2014-2015]. Professor no Departamento de Sociologia e Política [DESP] e no Programa de Pós-Graduação em Ciência Política da Universidade Federal de Pelotas [UFPel]. Coordenador do Núcleo de Pesquisa sobre Políticas de Memória - NUPPOME [IFISP / UFPel]. Pesquisador vinculado a Grupos de Pesquisa na ALACIP [Democratización de América Latina en Perspectiva Comparada - DALC], na UFF [Núcleo de estudos sobre o Estado, instituições e políticas públicas - NEEIPP], na UFPel [Arqueologia da Repressão e da Resistência] e na UFRGS [Processos Participativos na Gestão Pública].

Referências

BAUMAN, Zygmunt; DONSKIS, Leonidas. Cegueira moral: A perda da sensibilidade na modernidade líquida. 1a Edição ed. Rio de Janeiro: Zahar, 2014.

BERMAN, Marshall. Tudo que é sólido desmancha no ar. Sao Paulo: Companhia das Letras, 1987.

HARTOG, François. Regimes de historicidade: Presentismo e experiências do tempo. 1a Edição ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2013.

HOBSBAWM, Eric J. Nacõ̧es e nacionalismo desde 1780: programa, mito e realidade. 2. ed ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1998.

KOSELLECK, Reinhart. Futuro Passado. 1a Edição ed. Rio de Janeiro: Contraponto, 2006.

Publicado
2023-01-06
Visualizações
  • Artigo 48
  • PDF 40
Como Citar
Visconti, M., & Cabrera, C. A. (2023). De Norte a Sul, a sombra do autoritarismo e do fascismo no passado e no presente: perspectivas sobre experiências limítrofes nos séculos XX e XXI. Escritas Do Tempo, 4(12), 04-09. https://doi.org/10.47694/issn.2674-7758. v4.i12.2022.0409