A História como pedagogia cívica na Amazônia do início do século XX

  • Silvio Ferreira Rodrigues Escola de Aplicação da Universidade Federal do Pará
Palavras-chave: História da Amazônia. Pedagogia cívica. Identidade nacional.

Resumo

Este artigo pretende discutir o uso da história como instrumento pedagógico na construção da identidade nacional na Amazônia no início do século XX. Desse modo, as estratégias utilizadas por um grupo de intelectuais abrigados no Instituto Histórico e Geográfico do Pará procuravam inserir a história da Amazônia no corpo da história nacional. O objetivo era, sobretudo, rever o passado e buscar desenvolver, no espírito e no coração do “povo”, o sentimento de pertencimento à pátria, sendo que as festas cívicas e a história propagada deveriam servir para consolidar esse ideal no extremo norte do Brasil.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Silvio Ferreira Rodrigues, Escola de Aplicação da Universidade Federal do Pará
Possui graduação História (Licenciatura e bacharelado) pela Universidade Federal do Pará (2004), mestrado e doutorado em História social da Amazônia pela UFPA (2004 e 2015). Fez viagem de investigação com bolsa (Prointer/Santander) na Accademia di San Luca em Roma (2014) sobre os artistas italianos que atuaram no Pará no século XIX. Seus trabalhos transitam nos campos da história social da medicina e da ciência e, mais recentemente, no campo da história social da arte na Amazônia nos séculos XVIII e XIX. Atualmente é professor da Escola de Aplicação da Universidade Federal do Pará, onde pesquisa sobre ensino de história e usos da imagem em sala de aula.

Referências

Fontes manuscritas
IHGP, Livro de Ata (06/03/1917 a 06/ 03/1931), Pacote: 03, Ata da sessão de Assembleia Geral do Instituto Histórico e Geográfico do Pará, efetuada em 21 de novembro de 1917.
IHGP, Fundo: Palma Muniz, Série: panfletos (1909-1927), Teses a serem enviadas para a solenidade do 1° aniversário do IHGP (12/12/1917).
IHGP, Arquivo Palma Muniz, Fundo Palma Muniz, Série: panfletos, Ano: 1909 –1927, Tricentenário de Belém – Exposição Histórico-indígena no Castelo de 25 a 31 de janeiro de 1916.
IHGP, Livro de Atas (1917 - 1919), Pacote: 02, Ata da sessão de administração e estudos do IHGP, realizada em 23 de janeiro de 1918.
IHGP, Livro de Ata (1917 - 1919), Pacote: 02, Ata da sessão de administração e estudo do IHGP, realizada em 28 de fevereiro de 1918.
IHGP, Atas (1917-1919), Pacote: 02, Ata da Sessão de administração e estudos de Diretoria e Conselho do IHGP, realizada a 18 de março de 1918.
IHGP, Livro de Ata (06/03/1917 a 06/ 03/1931), Pacote: 03, Ata da sessão geral do IHGP, realizada em 6 de março de 1918 para comemorar o 1° aniversário desse Instituto.
IHGP, Atas (1917-1919), Pacote: 02, Ata da sessão de administração de Diretoria e Conselho do IHGP, realizada a 18 de março de 1918.
IHGP, Atas (1917-1919), Pacote: 02, Ata da sessão de administração e estudos do IHGP, realizada em 22 de março de 1918
IHGP, Atas (1917-1919), Pacote: 02, Ata da sessão administrativa de Diretoria e Conselho do IHGP, realizada em 5 de abril de 1918.
IHGP, Livro de Ata (6/03/1917 a 6/03/1931), Pacote: 03, Ata da sessão solene do IHGP, realizada a 16 de abril de 1918.
IHGP, Ofícios recebidos (1917-1919), Pacote: 01, Correspondência enviada por Benedicto Bastos ao IHGP, em 4 de abril de 1918.
IHGP, Relatório de presidentes (1918-1931), Pacote: 01, Relatório da presidência do IHGP, apresentado à sessão solene de Assembleia Geral, ao concluir o 1° aniversário da sua fundação (1918).
IHGP, Relatório de presidentes (1918-1931), Pacote: 01, Relatório apresentado ao IHGP, em sessão de 6 de março de 1919.

Fontes impressas
A FUNDAÇÃO de Belém. Folha do Norte, Belém, 27 de novembro de 1915, p.1.
A FUNDAÇÃO de Belém. Folha do Norte, Belém, 8 de novembro de 1915, p.1.
ABREU, Regina. A fabricação do imortal: memória, história e estratégia de consagração no Brasil. Rio de Janeiro: Rocco: Lapa, 1996.
BURKE, Peter. História como memória social. In: BURKE, Peter. Variedade de História cultural. Rio de Janeiro: Civilização brasileira, 2006.
FIGUEIREDO, Aldrin Moura de. Eternos Modernos: uma história social da arte e da literatura na Amazônia, 1908-1929. Tese (Doutorado em História). Unicamp, IFCH, 2001.
GUIMARÃES, Manoel Luiz Salgado. Escrever a história, domesticar o passado. In: LOPES, Antonio Herculano et al (orgs.). História e linguagens. Texto, imagens, oralidade e representação. Rio de Janeiro: 7Letras, 2006, p. 45-57.
HARTOG, François. Evidência da história: o que os historiadores veem. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2011.
KOSELLECK, Reinhart. Futuro passado: contribuição à semântica dos tempos históricos. Rio de Janeiro, Contraponto/Ed. PUC-Rio, 2006.
RODRIGUES, Silvio Ferreira. Efemérides Paraenses: O Tricentenário de Belém e a nova história da Amazônia, 1915 – 1918. Monografia de Conclusão de Curso. Laboratório de História / UFPA, 2
Publicado
2020-12-17
Visualizações
  • Artigo 46
  • PDF 90
Como Citar
Rodrigues, S. (2020). A História como pedagogia cívica na Amazônia do início do século XX. Escritas Do Tempo, 2(6), 281-304. https://doi.org/10.47694/issn.2674-7758.v2.i6.2020.281304