O Dualismo Político de Igualdades Raciais na Educação: das cotas e do engodo meritocrático para a população negra

Palavras-chave: Cotas raciais. Ações afirmativas. Racismo acadêmico. Reparação histórica.

Resumo

O presente artigo busca fazer uma investigação bibliográfica dentro de algumas bases científicas distintas, que podem trazer uma discussão sobre a entrada e a permanência dos negros nas universidades brasileiras. Existem barreiras invisíveis que necessitam de desconstrução social constante dentro do universo acadêmico, bem como diante das perspectivas sociais e culturais em determinadas camadas no Brasil. Nossa metodologia seguirá uma visão crítica sobre a realidade brasileira acerca do que aqui chamamos de dualismo político: cotas e meritocracia. Portanto, todo processo de inserção é sistêmico e nem sempre igualitário; o que se faz necessário a criação de formas de tornar estes processos mais justos para quem ainda não pode competir em grau de igualdade com quem não sofreu algum tipo de trauma histórico-social.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Amanda Salomão, Universidade Estadual de Maringá

Mestrando do programa de de Pós-Graduação em Letras e Arte da universidade Estadual de Maringá (PLE) Professora de moda formada pela Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), com pós em docência do ensino superior e sociologia (FAVENI), com foco em antropologia da mulher negra, mulherismo e estudos interdisciplinares, bem estar e coletividade da mulher negra retinta. Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/4744493510906415  amandalopesouza@gmail.com https://orcid.org/0000-0001-7353-3009   

Marivania Conceição Araujo, Universidade Estadual de Maringá

 Professora titular do Departamento de Ciências Sociais da Universidade Estadual de Maringá (DCS/UEM), Coordenadora do Núcleo de Estudos Interdisciplinares Afro-brasileiros da instituição (NEIAB/UEM). Doutora em Sociologia pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (Unesp). mcaraujo@uem.br. Marivânia Conceição Araujo (0000-0002-0580-0109) (orcid.org)

Caroliny Souza Nascimento Cardoso, Universidade Estadual de Maringá

 Mestranda pelo Programa de Pós-Graduação de Ciências Sociais da Universidade Estadual de Maringá (PGC/UEM). Cursista EPAA- 2021, graduada em Serviço Social pela FAFIPA/PR, especialista em gestão em serviço social, responsabilidade social e sustentabilidade e neurpedagogia na educação. pg403322@uem.br. Caroliny Souza Nascimento Cardoso (0000-0002-7957-4247) (orcid.org)

Referências

REFERÊNCIAS:
 
AZEVEDO, A. J. Cotas Para Negros na Universidade. São Paulo: Folha do Estado de São Paulo, 15 de novembro de 1996.
CARVALHO, J. J. O confinamento racial do mundo acadêmico brasileiro. In: REVISTA USP, São Paulo, n.68, p. 88-103, dezembro/fevereiro 2005-2006.
CUCHE, D. A noção de cultura nas ciências sociais. Tradução: Viviane Ribeiro. Bauru: EdUSC, 1999.
DUARTE, A. C. A Constitucionalidade das Políticas de Ações Afirmativas. Brasília: Núcleo de Estudos e Pesquisas/CONLEG/Senado, abril/2014 (Texto para Discussão nº 147). Disponível em: www.senado.leg.br/estudos. Acesso em 14 de fevereiro de 2021.
Gema. Grupo  de estudos multidisciplinares de ações afirmativas Acesso em: 07 de fevereiro de 2021.
GIDDENS, A. As consequências da modernidade. Tradução: Raul Fiker. São Paulo: Editora da Universidade Estadual de São Paulo, 1991.
GOMES, N. L. Cultura negra e educação. Revista Brasileira de Educação, São Paulo, n.23, p. 75-85, 2003.
HALL, S. A indentidade cultural na pós modernidade. Tradução: Tomás T. da Silva & Guacira L. Louro. Rio de janeiro: Editora Lamparina, 1999.
RODRIGUES, J. C. O Tabu do corpo. Rio de Janeiro: Editora Dois pontos, 1986.
_______, O corpo na história. Rio de Janeiro: Fiocruz, 1999.
ROSILHO, A. J. Escola de formação 2007 - Estudo Dirigido: Plessy vs. Ferguson e Brown  vs. Board of Education. São Paulo: Sociedade brasileira de direito público, 2007. disponivel em: < ESCOLA DE FORMAÇÃO Breve Histórico dos direitos civis nos EUA até a decisão Plessy v. Ferguson: - PDF Free Download (docplayer.com.br) > - Acesso em: 07 de fevereiro de 2021.
SANTOS, Dyane. B. R. Para além das cotas: a permanência de estudantes negros no ensino superior como política de ação afirmativa. 2009. 214f. Tese (Doutorado em Educação). Universidade Federal da Bahia, Salvador. 2009. Disponível em: . Acesso em:  12 set. 2020.
Publicado
2022-04-30
Visualizações
  • Artigo 91
  • PDF 50
Como Citar
Salomão, A., Araujo, M., & Cardoso, C. (2022). O Dualismo Político de Igualdades Raciais na Educação: das cotas e do engodo meritocrático para a população negra. Escritas Do Tempo, 4(10), 71-85. https://doi.org/10.47694/issn.2674-7758.v4.i10.2022.7185
Seção
v. 4 n. 10 (2022) Dossiê: Os feitos e os efeitos das cotas raciais no Brasil